home > nossos associados

NOSSOS ASSOCIADOS

Casa de Vilacetinho

Localizada em Alpendurada, no concelho de Marco de Canavezes, a emblemática Casa de Vilacetinho é uma das marcas mais antigas da região, somando marcos importantes para a história dos vinhos portugueses. 

Fundada em 1790, a Casa de Vilacetinho, poder-se-ia considerar, naquele tempo, um “gigante” quando comparada com a estrutura de outras propriedades do Douro, devido à união de duas vetustas quintas que, durante séculos desde a Idade Média, integraram o património fundiário do Mosteiro Beneditino de Alpendurada. 

Esta é uma propriedade única no contexto da região onde está integrada, destacando-se características agrícolas excecionais. Daqui resultam vinhos com perfil distinto, verdadeiros retratos do terroir que lhes dá vida. Vinhos diferentes, refinados, com uma certa feição de Champagne. 

O estatuto de qualidade e tradição tem sido honrado pela família que já gere a produção vitivinícola há oito gerações.

História

A história da Casa de Vilacetinho pode confundir-se com a própria história dos Vinhos Verdes. Em 1790, data da sua fundação, detinha pouco mais do que uma centena de hectares de propriedade de cultivo, em terreno de planura, junto ao leito do rio Douro - uma espécie de latifúndio numa região caracterizada por minifúndios. Um dos seus ex-libris era a elegante Casa de Vilacetinho, um autêntico pequeno Solar do Douro dos séculos XVII e XVIII, rodeada por um jardim erudito que separa a casa dos vinhedos e restante espaço agrícola. Com Pedra da Armas, a Casa foi construída pelo grande proprietário e viticultor, o 1.º Visconde de Alpendurada. 

Ao longo do seu percurso, os vinhos da Casa de Vilacetinho eternizaram alguns dos momentos mais marcantes para os vinhos portugueses. Uma dessas memórias remonta a 1957, ano em que Portugal recebeu a visita de Isabel II, Rainha de Inglaterra, a quem foi servido um vinho da Casa de Vilacetinho, escolhido pelos próprios ingleses entre vários lotes de vinhos apresentados. 

Terroir

O terroir único da Casa de Vilacetinho é caracterizado por solos graníticos, ventos atlânticos, amplitude térmica (no verão acima dos 30ºC e no interno entre 2 e 8ºC) e uma rica fauna envolvente. 

Atualmente, a vinha ocupa uma área com cerca de 30 hectares, desenvolvendo-se na meia encosta de forma contínua e ordenada, com uma exposição predominantemente a Sul, adotando como forma de condução o cordão simples. 

Entre as castas brancas, destacam-se Alvarinho, Arinto, Avesso, Azal, Fernão Pires e Loureiro. Nas castas tintas a aposta vai para Azal Tinto (Amaral), Touriga Nacional, Touriga Franca e Vinhão. 

As instalações de vinificação, engarrafamento e armazenamento têm equipamento moderno e sofisticado, não se perdendo, contudo, o respeito pelos métodos tradicionais, preservados em vários momentos da vinificação. 

Vinhos

A casta Avesso, simultaneamente uma das mais emblemáticas e desafiantes da região dos Vinhos Verdes, é a base dos vinhos da Casa de Vilacetinho, que se caracterizam pelo caráter forte, equilíbrio e elegância. Com um perfil jovem e fresco, adaptam-se a diversos momentos de consumo.