home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

21/03/2016

Estratégia para unir e exportar a indústria da música arranca no SXSW

Plataforma Why Portugal quer unir todos os intervenientes da indústria da música para acelerar exportação de projetos, festivais ou startups e atrair investimento. Vai arrancar no South by Southwest.

O objetivo da Why Portugal é o de chegar à edição de 2017 do festival holandês Eurosonic em 2017, com um country focus para Portugal, onde “toda a gente” possa saber que há uma estratégia consolidada para promover e exportar a indústria da música portuguesa. Até lá, vão marcar presença em festivais por toda a Europa.

Queremos gerar mais turismo para os festivais, porque Portugal já está num patamar muito bom e é possível fazermos mais. Queremos atrair empresas que atuem na área da música para que desenvolvam projetos em Portugal, que passem a trabalhar com empresas portuguesas em vez de outras. Porque não gravarem cá?”, diz Hugo.

A plataforma é lançada em abril, mas já conta com dezenas de inscrições de empresas e projetos que se querem associar, segundo Hugo. A ideia é que funcione como uma espécie de montra da indústria da música portuguesa, gratuitamente. Os projetos terão de respeitar algumas condicionantes, porque o objetivo é agrupar o que de “melhor se faz”. Sem apoios públicos, a plataforma está a arrancar com capitais próprios dos fundadores.

“Estamos a fazer aquilo que achamos que é preciso fazer cá. Temos um pico de criatividade tão grande que se não fizermos nada, este índice de criatividade pode baixar. É importante aglutinar todo o mercado e levá-lo lá para fora da melhor maneira possível. Dizer-lhes: contactem-nos, trabalhem connosco e venham para cá trabalhar”, conclui Hugo Ferreira.

Fonte: Observador



NOTÍCIAS RELACIONADAS
24/04/2018
Vitalidade do sistema político tem sido preocupação do Presidente da República
24/04/2018
PSI20 sobe 0,30% em linha com ganhos das bolsas europeias
24/04/2018
Governo quer “com urgência” aumentar a oferta no arrendamento e desafia proprietários
20/04/2018
Presidente da República quer finanças públicas saudáveis “ao serviço das pessoas”
20/04/2018
Portugal foi exemplar nas reformas que permitem crescimento atual
20/04/2018
Human Rights Watch elogia Portugal por vencer a crise sem rejeitar a democracia