home > notícias

MUNDO

27/04/2016

Cinema brasileiro domina competição da sétima edição do FESTin

Competição de longas-metragens do Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa terá 11 filmes. Serão oito obras do Brasil, uma coprodução do Brasil com Portugal, outra do Brasil com o Reino Unido e ainda um filme de Cabo Verde.

O cinema brasileiro será o grande protagonista da sétima edição do FESTin - Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa, que decorrerá de 4 a 11 de maio no Cinema São Jorge, em Lisboa.

A competição de longas-metragens contará com 11 filmes, dos quais oito realizados exclusivamente no Brasil, um é uma coprodução luso-brasileira, outro é uma coprodução entre o Brasil e o Reino Unido e outro é uma obra de Cabo Verde.

Os filmes brasileiros na competição do FESTin são "A história da eternidade" (de Camilo Cavalcante), "Amores urbanos" (Vera Egito), "Ausência" (Chico Teixeira), "Cartas de amor são ridículas" (Alvarina Souza e Silva), "Maresia" (Marcos Guttman), "Fome" (Cristiano Burlan), "Por trás do céu" (Caio Soh) e "Mundo cão" (Marcos Jorge).

O Brasil também estará em competição por via das coproduções com Portugal, em "Histórias de Alice" (de Oswaldo Caldeira), e com o Reino Unido, em "A família Dionti" (de Alan Minas).

A competição conta ainda com o filme cabo-verdiano "Zenaida", de Alexis Tsafas e Yannis Fotou.

Paralelamente, o festival terá uma competição de curtas-metragens, com 20 trabalhos provenientes de Brasil, Portugal, Angola e Cabo Verde.

Além da exibição de obras de oito países (Portugal, Brasil, Angola, Moçambique, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Guiné-Bissau, Timor-Leste) e uma sessão de leituras com contos tradicionais que incluem a Guiné Equatorial, está programada uma visita de cunho didático para crianças à sede da instituição. Ao todo, serão exibidos 74 filmes, entre longas, curtas e documentários.

O FESTin é organizado pela ASCULP- Associação Cultura e Cidadania da Língua Portuguesa, em coprodução com o Cinema São Jorge e parceria estratégica com a EGEAC - Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural, e conta com o apoio financeiro da CML - Câmara Municipal de Lisboa. O Portugal Digital e o África 21 Digital são parceiros de comunicação do evento.

Os bilhetes para o festival estarão à venda na Ticketline e na bilheteira do Cinema São Jorge e têm um custo de 3,00 € (bilhete normal); 2,50 € (até 25 anos e maiores de 65 anos:); 1,50 € (estudantes e grupos de mais de 10 pessoas/por pessoa); 1,50 € (Mostra CPLP de Documentários/por sessão); Sessões Festinha: 2€ (adultos) e 1€ (crianças até 12 anos).

Fonte: Portugal Digital



NOTÍCIAS RELACIONADAS
23/02/2018
Xavier Rudd dá dois concertos em Portugal
22/02/2018
Fátima ajuda a posicionar Portugal como destino aberto ao mundo
21/02/2018
Porto recebe exposição de obras plásticas de Günter Grass - Portugal
21/02/2018
Cultura popular nordestina é destaque em festival europeu - Brasil
20/02/2018
Angola quer aproveitar experiência do Brasil para promover Cultura - Brasil
19/02/2018
Recolha de medicamento solidária - Portugal