home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

03/05/2016

Microsoft atrai 200 jovens universitárias para as TIC

Estudantes têm possibilidade de integrar o programa MACH da Microsoft em Portugal ou na EMEA durante dois.

“Do It, Girls” foi o nome que a Microsoft deu ao evento que realizou, na passada quinta-feira, dirigido a estudantes universitárias, com o intuito de mostrar que as carreiras no sector das Tecnologias de Informação não têm género. O objectivo desta iniciativa é contrariar a tendência identificada pela Fórum Económico Mundial, que estima que a diferença de género não acabará antes de 2133.
 
No “Do It, Girls”, 200 alunas universitárias tiveram contacto com a indústria tecnológica, conheceram casos de mulheres com carreiras de sucesso no sector, e participaram em workshops e sessões de ‘speed dating’ com mentores da Microsoft, de forma a obterem sugestões de carreira e conhecerem-se para um possível futuro recrutamento.
 
Destinado a mulheres entre os 18 e os 26 anos, o “Do It, Girls” dá a oportunidade de integração no programa MACH da Microsoft, em Portugal, ou na EMEA, durante dois anos. E pretende inspirar uma nova geração de talentos, liderada por mulheres interessadas numa carreira profissional na área das TIC.
 
De acordo com o Eurostat, em 2014, o número de profissionais no sector das tecnologias de informação e comunicação em Portugal chegou aos 111.300, número que, em 2011, se limitava aos 66 mil. Contudo, apesar deste crescimento, as mulheres continuam a resistir a este sector, uma vez que 86,4% dos trabalhadores nesta área são homens e apenas 14% são mulheres.
 
A Microsoft pretende, assim, criar oportunidades para a criação de emprego qualificado e para a redução do desemprego junto destas jovens, além de dar um tom feminino a uma área dominada por homens. Numa altura em que a Comissão Europeia estima que, em 2020, existam 825 mil vagas por preencher no sector das TIC.

Fonte: Portugal Global



NOTÍCIAS RELACIONADAS
24/03/2017
Os melhores restaurantes secretos de Lisboa
24/03/2017
Busca por qualidade e bons preços leva turismo médico a crescer 25% ao ano
22/03/2017
PORTUGAL É «UMA BOA PORTA DE ENTRADA PARA A EUROPA E UMA PONTE PARA EXPORTAR E INVESTIR NOUTROS MERCADOS»
22/03/2017
Porto supera Lisboa como distrito com maior procura imobiliária
21/03/2017
O Brasil nunca esteve tão apaixonado por Portugal
21/03/2017
Um paralelo entre os impostos sobre os serviços de Brasil e Portugal