home > notícias

ASSOCIADOS

06/06/2016

Banda Soulvenir, do Maranhão, vence EDP Live Bands Brasil

A primeira edição brasileira do concurso musical promovido pelo grupo português EDP teve como vencedor a banda Soulvenir, que assim garantiu uma atuação ao vivo na edição de 2017 do NOS Alive, um dos maiores festivais de música em Portugal.

É do Maranhão a banda vencedora da primeira edição da EDP Live Bands no Brasil, concurso cultural criado em Portugal com o objetivo de descobrir e promover bandas independentes de rock e pop rock. Mesclando rock eletrônico com ritmos regionais, a banda Soulvenir, formada por Marlon Silva (baixo, sintetizadores e backing), Adnon Soares (vocal e guitarra), Domingos Thiago (guitarra, backing vocal), Wilson Jr. (bateria) e Sandoval Filho (teclados e sintetizadores), foi escolhida, no sábado, 4, no Unibes Cultural, em São Paulo, entre as oito finalistas.

A decisão foi unânime entre o corpo de jurados, composto por Paulo Campos Costa, diretor-coordenador Global de Comunicação e Marketing do grupo Energias de Portugal (EDP), Álvaro Covões, da Everything is New, promotora de eventos de Portugal, Paulo Lima, da Fnac, Paulo Junqueiro, da Sony, e o ator português Ricardo Pereira.

"Para nós o concurso no Brasil foi um grande sucesso, foram 1.400 bandas inscritas, uma agradável surpresa", diz Paulo Campos Costa, da EDP. Em Portugal, onde o concurso existe há dois anos, a média de inscritos do EDP Live Bands gira entre 300 e 400 por ano. Segundo Paulo Campos Costa, a satisfação é ainda maior porque, enquanto em Portugal o gênero musical não está restrito, a edição brasileira limitou a participação apenas às bandas de rock e pop rock. "Se tivéssemos aberto inscrição para outros gêneros, como sertanejo, axé ou samba, o número de participantes poderia ser muito maior", avalia.

Como prêmio, a Soulvenir viajará a Portugal, onde participará, em julho, do NOS Alive 16, festival anual de música, que será realizado nos dias 7, 8 e 9 daquele mês, no passeio Marítimo de Algés, em Oeiras, na região metropolitana de Lisboa. A edição deste ano do festival tem presença confirmada de grandes nomes da música internacional, como Robert Plant, a banda Arcade Fire, o grupo Pixies e o The Chemical Brothers, entre outros. O NOS Alive é organizado pela Everything is New. "Estamos dando à Soulvenir um palco e um festival internacional com muito público, não apenas o português, mais de 60 nacionalidades", diz Álvaro Covões, da Everything is New.

Covões também se disse admirado com o resultado do concurso no Brasil. "Além do grande número de inscritos, a surpresa maior foi que os 8 finalistas selecionados representam 7 estados, desmistificando a ideia de que as grandes oportunidades estão sempre nas grandes cidades aqui no Brasil, nomeadamente em São Paulo e no Rio de Janeiro, onde se encontram as gravadoras, as redes de TV e de comunicação impressa de grande porte". Também, segundo ele, ficou provado que o rock e o rock pop não são regionais, mas do Brasil inteiro. "O nível dos 8 finalistas ficou muito acima do visto nesse tipo de concurso e a escolha foi muito difícil", conta.

Além de participarem do NOS Alive 16, os maranhenses Marlon, Adnon, Domingos Thiago, Wilson e Sandoval, tocando juntos há cinco anos em shows e festivais realizados em cidades do Nordeste e finalizando seu segundo disco, vão poder concretizar o sonho de toda banda independente: gravar um CD com uma grande gravadora, a Sony Music, incluindo suporte de marketing para o lançamento e a divulgação.

"Até hoje nunca tínhamos tido uma oportunidade como esta, é fantástico porque vamos poder levar nossa música agora para um número bem maior de pessoas", diz Adnon, o vocalista e guitarrista da Soulvenir. Com o sucesso da primeira edição, a EDP e a Everything is New garantem uma segunda, para 2017, nos mesmos moldes desta. Além da parceria com a Everything is New, a Sony Music Brasil, a Fnac e o Banco Caixa Geral, o EDP Live Bands contou ainda com o apoio do Consulado Geral de Portugal, da Fundação Luso-Brasileira, da Heineken e da Revista Lounge. Teve ainda a realização do Ministério da Cultura, do Governo do estado de são Paulo e da Secretaria da Cultura, além da organização da Unibes Cultural.

A Energias de Portugal (EDP) atua nos segmentos de geração, distribuição e comercialização e serviços de energia elétrica em 13 países. No Brasil está presente em 11 estados.

Fonte: Portugal Digital



NOTÍCIAS RELACIONADAS
29/06/2017
TAP investe 100 milhões de euros na renovação de aeronaves
29/06/2017
Haitong antecipa crescimento de 5% dos lucros da Jerónimo Martins para 180 milhões
28/06/2017
A afaplan em Angola
28/06/2017
Corte americana libera Decreto Anti-imigração de Trump [BR-Visa]
27/06/2017
Cibercrime é um negócio que até tem assistência pós-venda [EY]
27/06/2017
EDP Espírito Santo e Governo do Estado anunciam projetos de Eficiência Energética em prédios públicos