home > notícias

MUNDO

20/06/2016

Brasil: 5ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro com 170 mil incrições

A 5ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro recebeu 19.542 inscrições somente em São Paulo.

Além da rede estadual de ensino, o Programa teve adesão das secretarias de educação de 475 municípios. Com isso, alunos de 4.605 escolas participam este ano. Em todo o Brasil, foram mais de 170 mil inscrições, com adesão de todos os estados e de 4.874 municípios, somando 39.660 escolas.

Agora é hora de colocar a mão na massa e iniciar as oficinas propostas para o processo de produção dos textos, que devem ser enviados até o dia 08 de agosto.

“O principal objetivo do Programa é mobilizar os professores para o ensino da Língua Portuguesa, oferecer formação ao docente para o ensino da produção de textos de forma diferenciada. Por isso, as oficinas nas escolas representam a essência do trabalho, onde são desenvolvidas as competências de escrita dos alunos”, explica a superintendente da Fundação Itaú Social, Angela Dannemann.

Nesta edição, os professores inscritos receberam um DVD com a Coleção da Olimpíada, composta pelos Cadernos do Professor, que apresenta a sequência didática para o ensino da escrita nos quatro gêneros textuais propostos (Poema, Memórias Literárias, Crônica e Artigo de Opinião). O material está disponível também em versão virtual, com ferramentas interativas, para facilitar a organização do professor, e recursos multimídia, como textos para projeção, áudios e vídeos.

A sequência didática proposta pelo Programa auxilia o professor a organizar e conduzir o trabalho com os alunos. Entre as atividades estão leituras para aprofundar o conhecimento sobre o gênero que os alunos irão trabalhar, pesquisas junto à comunidade, dinâmicas e execuções de produção de textos. Os conteúdos foram criados para serem incorporados ao planejamento do ano escolar, sem fugir ao cotidiano da sala de aula. Todas as peças estão disponíveis no portal www.escrevendoofuturo.org.br.

O Programa, desenvolvido pela Fundação Itaú Social e o Ministério da Educação (MEC) com a coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), tem como tema “O lugar onde vivo”, que propicia aos alunos estreitar vínculos com a comunidade e aprofundar o conhecimento sobre a realidade.

Os professores devem inscrever trabalhos de seus alunos em quatro gêneros textuais, de acordo com as séries: Poemas para alunos de 5º e 6º anos do Ensino Fundamental, Memórias Literárias para 7º e 8º anos, Crônica para 9º e 1º do Ensino Médio e Artigo de Opinião para os estudantes de 2º e 3º anos do Ensino Médio.

Seleção e premiação

A avaliação dos textos começa pela comissão escolar, que fará a seleção das melhores produções no período de 10 a 19 de agosto. Em seguida, acontecem as etapas municipal e estadual. Deste processo, são escolhidos os 500 trabalhos que seguirão para a semifinal, 125 de cada gênero. As comissões julgadoras são compostas por pais, membros da comunidade, especialistas de universidades, representantes das instituições parceiras, do MEC e da Fundação Itaú Social.

Nessa etapa, o grupo é dividido por gênero para a realização dos encontros regionais, que este ano devem ocorrer em Fortaleza (CE), Salvador (BA), Porto Alegre (RS) e São Paulo (SP). Na oportunidade, professores e alunos semifinalistas recebem medalhas de bronze, livros e participam de atividades de formação, com oficinas de leitura e escrita e visitas culturais.

Para a final da Olimpíada da Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro, programada para dezembro, em Brasília (DF), são selecionados 152 textos, 38 de cada gênero. Os finalistas receberão medalha de prata, tablet e R$ 350,00 em vale para a compra de livros. No dia 06 de dezembro, acontece a cerimônia de premiação, na qual serão revelados os 20 ganhadores, cinco de cada categoria, que, além da medalha de ouro, levarão para casa um notebook e uma impressora. Suas escolas serão contempladas com laboratórios de informática (compostos por dez computadores e uma impressora), projetor, telão e livros para a biblioteca.

Os 500 professores semifinalistas concorreram na categoria Relato de Prática. Os autores dos 28 trabalhos selecionados pela Comissão Julgadora Regional receberão um notebook cada.

A Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro conta com a parceria da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e do Canal Futura.

Fonte: Mundo Lusiada 



NOTÍCIAS RELACIONADAS
28/04/2017
Ericeira, Reserva de Surf
28/04/2017
Primeiro-ministro António Costa fala de leitura, liberdade e cidadania
28/04/2017
Festival de acessibilidade no Recife exibe filme gravado no Brasil e em Portugal
27/04/2017
“Os Papas em Portugal” apresentado em Lisboa
27/04/2017
"Portugal campeão europeu foi uma bela notícia para o futebol"
25/04/2017
Da arte contemporânea ao surfe, Portugal apresenta sua diversidade na Travelweek 2017