home > notícias

MUNDO

05/07/2016

Centro europeu de biotecnologia vai nascer no Porto

O investimento rondará os 50 milhões de euros e vai permitir, em cinco anos, a contratação de mais de 100 investigadores.

A informação foi veiculada pela Universidade Católica, que assinou com a empresa norte-americana Amyris, o protocolo que visa a criação de um HUB de Biotecnologia e um centro de excelência europeu de bioprodutos na Escola Superior de Biotecnologia do Porto. 

As duas entidades vão estabelecer uma plataforma de colaboração, integrando a tecnologia Amyris na Escola Superior de Biotecnologia, tendo em conta a atual capacidade do centro de investigação. O acordo permitirá o desenvolvimento de projetos de investigação para a Amyris e setor da biotecnologia, contratos com empresas na Europa para produção sustentável de compostos bioativos chave; e a promoção de programas de formação avançada no domínio da biotecnologia para alunos de mestrado e doutoramento.

Uma plataforma automatizada de bioengenharia será instalada na Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica, no Porto, que permitirá desenvolver conhecimento de ponta e transferi-lo para o setor industrial, produzindo compostos através de processos de biologia sintética, caracterizando-os e explorando o seu potencial face às necessidades da indústria. 

O objetivo principal desta parceria é potenciar a capacidade de desenvolvimento de bioengenharia em Portugal, criando um importante centro europeu de I&D+I em bioprodutos. “Pretendem recrutar-se cientistas de topo para os laboratórios de desenvolvimento conjuntos e transferir tecnologia que incremente a competitividade das empresas europeias, e em particular dos países atlânticos, na área da bioeconomia”, informa a Universidade Católica. Como objetivos chave do projeto estão a criação de emprego científico para investigadores e oportunidades de negócio em Portugal e na Europa. Portugal poderá tornar-se um centro europeu para a tecnologia que potencie a bioeconomia ao criar oportunidades de negócio locais e postos de trabalho.

A Escola Superior de Biotecnologia integra a Universidade Católica Portuguesa, no Porto, e oferece cursos de licenciatura, mestrado, doutoramento e pós-graduação nas áreas das ciências da vida (nutrição, microbiologia) e engenharia (alimentar, ambiente e biomédica). Foi pioneira no lançamento da formação em Engenharia Alimentar em Portugal, há mais de 30 anos, oferecendo ainda a única licenciatura em Microbiologia existente no país.

A Amyris desenvolve soluções  através de engenharia metabólica e de técnicas de screening, aproveitando a forma como os microrganismos processam os açúcares para a obtenção de produtos de valor acrescido para vários setores.

Fonte: Mundo Português



NOTÍCIAS RELACIONADAS
25/09/2017
"As raças mais trabalhadoras no Brasil são os japoneses e os portugueses"
25/09/2017
Mostra reúne destaques do design brasileiro, em Portugal
22/09/2017
Este são os cinco destinos mais pacíficos do mundo e Portugal está na lista
22/09/2017
Portugal é um dos únicos 15 países no mundo com políticas de apoio à família - Unicef
22/09/2017
A razão real de ir a Portugal talvez seja a de que os brasileiros desejam sentir um gostinho de civilização
22/09/2017
O que nos separa é o que nos une