home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

19/07/2016

Presidente da AICEP é um dos oradores do 'World Investment Forum'

Miguel Frasquilho vai participar, em Nairóbi, na Conferência sobre Comércio e Desenvolvimento das Nações Unidas, subordinada ao tema “Promoção de Investimento para a concretização dos Objectivos do Milénio da ONU (SDG)”.

O Presidente da AICEP, Miguel Frasquilho, é um dos oradores convidados do World Investment Forum 2016, organizado pela Conferência sobre Comércio e Desenvolvimento das Nações Unidas (UNCTAD) e que este ano se realiza em Nairóbi, no Quénia.
 
A “Promoção de Investimento para a concretização dos Objectivos do Milénio da ONU (SDGs)” é o tema da Conferência Tripartida onde o Presidente da AICEP participará como orador, amanhã, a partir das 15h00 (hora local). Na mesma Conferência vão estar presentes Presidentes de Agências congéneres da AICEP, altos executivos do sector privado e decisores políticos de topo.
 
"Esta é uma oportunidade para mostrar, no seio de uma alargada comunidade de investidores, as características únicas de Portugal para atrair investimento, quer seja a sua localização privilegiada, porta de acesso à Europa e à CPLP, as suas excelentes infraestruturas logísticas e de comunicações, quer seja a sua mão-de-obra qualificada, clima ameno ou a segurança e fiabilidade que oferece. Portugal já está no radar dos investidores, mas queremos potenciar ainda mais as vantagens que o nosso país oferece", destaca Miguel Frasquilho.
 
Os oradores desta Conferência Tripartida debatem a vantagem das parcerias entre as Agências dos diferentes países, bem como soluções inovadoras para a atracção de investimento por parte das Agências, nomeadamente investimento no sector das tecnologias.
 
O "World Investment Forum", organizado a cada dois anos, tem como objectivo facilitar o diálogo e a acção encontrando respostas para os desafios mundiais ao nível do investimento. As edições anteriores do "World Investment Forum" contaram com milhares de participantes de mais de 140 países, incluindo governantes, altos cargos de organizações internacionais e empresas privadas e membros destacados da sociedade civil.

Fonte: Portugal Global



NOTÍCIAS RELACIONADAS
18/08/2017
Empresas portuguesas são as que pagam mais tarde
18/08/2017
Web Summit quer encontrar os projetos de sustentabilidade mais inovadores [Portugal]
17/08/2017
Marcelo promulga alargamento dos "vistos gold" mas alerta para "risco"
17/08/2017
Lisboa regista maior crescimento de rendas de comércio de rua na Europa
17/08/2017
“O Brasil é o principal destino da pera rocha portuguesa”
17/08/2017
Portugal com 37 fusões e aquisições em julho. Somam-se 12 mil milhões de euros este ano