home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

19/07/2016

Costa anuncia programa 'Internacionalizar' para aumentar exportações e captar investimento

O primeiro-ministro anunciou que o Governo vai lançar em setembro o programa "Internacionalizar", que tem como metas impulsionar as exportações e captar investimento direto estrangeiro.

O primeiro-ministro anunciou esta terça-feira que o Governo vai lançar em setembro o programa “Internacionalizar”, que tem como metas impulsionar as exportações, captar investimento direto estrangeiro e apoiar o investimento de empresas nacionais no mercado externo.
 
António Costa falava em conferência de imprensa após ter presidido em São Bento à primeira reunião do seu mandato do Conselho Estratégico de Internacionalização da Economia, órgão que junta membros do Governo, das confederações patronais e agora também de associações empresariais.
 
Perante os jornalistas, o primeiro-ministro declarou que, tendo em vista reforçar as exportações portuguesas a médio prazo, nas últimas semanas já se reuniu com as principais empresas exportadoras do país e com as principais associações de setores exportadores.
 
“Temos já reunido um conjunto de contributos que nos permitirá fazer já uma próxima reunião em setembro para aprovar um programa denominado ‘Internacionalizar’. Será um programa virado para criar um conjunto de mecanismos de apoio às exportações, à atração de investimento direto estrangeiro e a apoiar o investimento de empresas portuguesas no mercado externo”, especificou.
 
Segundo o líder do executivo, a par do programa “Capitalizar”, que esta semana será aprovado em Conselho de Ministros, o novo programa “Internacionalizar” pretende dar “um contributo forte para o crescimento económico do país, através do investimento empresarial”.
 
António Costa referiu depois que o Conselho Estratégico de Internacionalização da Economia foi recentemente alargado “a associações empresariais, tendo em vista promover uma maior aproximação à economia real”.
 
Nesta reunião, pela parte do Governo, além de António Costa, estiveram os ministros dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, do Trabalho, Vieira da Silva, da Economia, Manuel Caldeira Cabral, da Agricultura, Capoulas Santos, e do Mar, Ana Paula Vitorino.
 
O secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão, Nelson de Souza, representou o ministro das Infraestruturas, Pedro Marques.
 
As entidades representadas neste conselho são as confederações da Indústria Portuguesa (CIP), da Agricultura de Portugal (CAP), do Turismo e do Comércio, a Associação Industrial Portuguesa (AIP), a Associação Empresarial Portuguesa (AEP), a Câmara do Comércio e Indústria Portuguesa, a Confagri e a Confederação Portuguesa da Construção e Imobiliário.

Fonte: Portgal Global



NOTÍCIAS RELACIONADAS
24/03/2017
Os melhores restaurantes secretos de Lisboa
24/03/2017
Busca por qualidade e bons preços leva turismo médico a crescer 25% ao ano
22/03/2017
PORTUGAL É «UMA BOA PORTA DE ENTRADA PARA A EUROPA E UMA PONTE PARA EXPORTAR E INVESTIR NOUTROS MERCADOS»
22/03/2017
Porto supera Lisboa como distrito com maior procura imobiliária
21/03/2017
O Brasil nunca esteve tão apaixonado por Portugal
21/03/2017
Um paralelo entre os impostos sobre os serviços de Brasil e Portugal