home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

25/07/2016

Exportações de componentes automóveis continuam a crescer

A Indústria de Componentes para Automóveis é um dos setores mais importantes para o crescimento da economia e para as exportações portuguesas, tendo vindo a demonstrar um excelente desempenho, resultante de ganhos de competitividade do país nos últimos anos e da constante melhoria desenvolvida pelas empresas.

Com base nos dados do INE – Instituto Nacional de Estatística, a AFIA – Associação de Fabricantes para a Indústria Automóvel constatou que o setor de componentes automóveis voltou a crescer e exportou 3076 milhões de euros, equivalente a 15,1 por cento do total de exportações de Portugal.
 
Comparando com períodos homólogos, o peso das exportações do setor tem vindo a crescer, quer em valores absolutos, quer no peso relativo do total de exportações de Portugal.
 
O fabrico de Componentes para Automóveis é transversal a toda a indústria transformadora, abrangendo empresas das áreas da metalúrgica e metalomecânica, elétrica e eletrónica, químicos, plásticos, borracha, vidro, têxtil, entre outras.
 
As Estatísticas do Comércio Internacional de Bens divulgadas pelo INE baseiam-se na Nomenclatura Combinada (NC). No setor da Indústria de Componentes para Automóveis, para além das empresas com a NC8708 referente a Partes e Acessórios dos Veículos Automóveis, a maioria tem outras NC, resultantes da base de produtos que produzem.
 
As empresas do setor continuarão o seu passo de crescente penetração no mercado, essencialmente europeu, sendo imprescindível que as empresas, o governo e a sociedade no seu todo contribuam para a contínua melhoria dos fatores de competitividade.

Fonte: Portugal Global



NOTÍCIAS RELACIONADAS
28/04/2017
Há duas novas variedades de arroz made in Portugal
27/04/2017
Governo já executou 90% das medidas do Startup Portugal
27/04/2017
Novo cabo submarino de fibra ótica ligará Portugal ao Brasil
27/04/2017
Embaixada de Portugal no Brasil debateu reforço da rede consular
26/04/2017
Taxa de emprego na União Europeia superior a 70% em 2016
25/04/2017
Morar em Portugal: o novo sonho da classe média brasileira