home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

01/08/2016

Governo tem 25 milhões para energias renováveis

Os projectos de energias renováveis menos populares podem candidatar-se a este apoio. Cada projecto pode receber até cinco milhões, com as candidaturas a decorrerem até Dezembro.

O Governo tem 25 milhões de euros para atribuir a projectos de energias renováveis no âmbito do Portugal 2020. Este dinheiro vai servir para "financiar tecnologias que ainda não se encontrem suficientemente disseminadas no território nacional e que assegurem a sua integração na rede nacional", pode-se ler no comunicado publicado pela secretaria de Estado da Energia.

O financiamento surge no "quadro da eliminação das tarifas feed-in", a produção de energia com tarifas bonificadas, e "procura apoiar projectos de produção de energia a partir de fontes renováveis, com vista à efectiva realização dos investimentos".

De fora, ficam as tecnologias que já se encontram bastante disseminadas em Portugal, como a solar fotovoltaica e a eólica produzida em terra. São assim abrangidos os produtores a partir de outras fontes de energia renováveis, resíduos industriais ou urbanos, produção de electricidade em cogeração, micro e mini produtores, e também a produção em autoconsumo.

Os projectos escolhidos vão ser financiados sob a forma de subsídio não reembolsável, com o apoio a corresponder ao montante necessário para garantir a viabilidade económica dos investimentos, com a taxa máxima de cofinanciamento a chegar aos 65%. Cada projecto poderá receber no máximo cinco milhões de euros e as candidaturas terminam no dia 16 de Dezembro de 2016.

Recorde-se que Portugal deverá atingir uma meta de 31% de renováveis no consumo final bruto de energia até 2020, segundo o plano nacional para as energias renováveis (PNAER).

Fonte: Portugal Global



NOTÍCIAS RELACIONADAS
07/11/2017
António Costa: “Portugal é um ótimo sítio para investir”
07/11/2017
Investimento imobiliário em Portugal reforçado por mais 12 meses
07/11/2017
Há um ano foram ao Web Summit. O que é feito destas startups?
07/11/2017
Governo adota campanha “fortíssima” para atrair Agência do Medicamento
06/11/2017
É mais barato fazer faculdade em Portugal ou no Brasil?
06/11/2017
Organização da Web Summit está “convencida” a ficar em Portugal, diz Ana Lehman