home > notícias

MUNDO

29/08/2016

Com presença recorde, arte contemporânea de Portugal ganha destaque em São Paulo nos próximos meses

Cerca de 50 artistas portugueses estarão expondo na capital paulista nos próximos meses

A arte contemporânea portuguesa estará fortemente presente na capital paulista nos próximos meses. Cerca de 50 artistas lusos irão expor seus trabalhos nos principais eventos ligados ao tema, fortalecendo os laços culturais entre os dois países.

Cinco destes artistas marcarão presença na 32ª edição da Bienal de São Paulo, que vai de 7 de setembro a 11 de dezembro e traz neste ano o título Incerteza Viva: Carla Filipe, Gabriel Abrantes, Grada Kilomba, Lourdes Castro e Priscila Fernandes. Desta forma, Portugal se consolida como um dos países de maior representatividade no evento. Tanto o Primeiro-Ministro de Portugal, António Costa, quanto o Ministro da Cultura português, Luís Filipe Castro Mendes, são aguardados para participar da abertura.

Paralelamente à Bienal, os cinco artistas exibirão no Consulado Geral de Portugal em São Paulo outras obras e projetos desenvolvidos especialmente para o contexto. No dia 7 de setembro, a partir das 16h, eles abrem a exposição "O Futuro Será uma Réplica". A mostra fica em cartaz entre 8 de setembro e 11 de dezembro, de forma gratuita. O evento de abertura contará com a presença do Ministro da Cultura de Portugal, Luís Filipe Castro Mendes.

Na ocasião, o novo Museu de Arte Arquitetura e Tecnologia (MAAT) da Fundação EDP de Lisboa será apresentado ao público por Pedro Gadanho, diretor e curador da instituição, com passagem pelo MoMA de Nova York. O MAAT irá apresentar exposições nacionais e internacionais de artistas, arquitetos e pensadores contemporâneos.

Por fim, entre os dias 8 de setembro e 8 de janeiro, o Museu Afro Brasil abre as portas para a exposição Portugal Portugueses, considerada como uma das maiores exposições de arte portuguesa contemporânea já realizadas aqui, com a participação de mais de 40 artistas lusos.

Simultaneamente, acontecerão no museu três homenagens póstumas a importantes personalidades portuguesas: Beatriz Costa, grande atriz de cinema e teatro, cuja trajetória teve importante participação no teatro brasileiro; Rafael Bordalo Pinheiro, ceramista e caricaturista que criou importantes revistas no Brasil do século XIX; e Amadeo de Souza Cardoso, um pintor revolucionário, para o qual o Museu Afro Brasil apresenta uma reprodução dos desenhos do álbum XX Dessins, editados recentemente na exposição retrospectiva dedicada ao artista, realizada no Grand Palais de Paris.

A presença portuguesa na capital paulista ainda conta com a participação de jovens artistas em mostras coletivas, como é o caso de Tiago Mestre, que estará em exposição tanto no projeto Raid 8, na Galeria Raquel Arnaud, até o dia 16 de outubro, quanto nas I e II Mostras do Programa de Exposições 2016, no Centro Cultural São Paulo, até o dia 30 de outubro.

Fonte: Assessoria



NOTÍCIAS RELACIONADAS
07/11/2017
Reynaldo Gianecchini percorre Portugal com peça de teatro
07/11/2017
Universidade do Porto condecorada pela Marinha do Brasil
07/11/2017
Bonecos de Estremoz podem ser Património da Humanidade em dezembro
06/11/2017
São Martinho, a mais antiga feira de cavalos de Portugal
06/11/2017
Portugal vai promover-se como destino para andar de bicicleta ou a pé
06/11/2017
70 mil km para descobrir a Mina Lusitana