home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

02/09/2016

ANCINE investe R$ 40 milhões em 34 novos filmes

A Agência Nacional do Cinema – ANCINE anunciou nesta quarta-feira, 31 de agosto, no Rio de Janeiro, o resultado final da Chamada Pública PRODECINE 01/2015 do Programa Brasil de Todas as Telas.

 

No total, serão investidos R$ 40 milhões, oriundos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), na produção de longas-metragens com destinação inicial para as salas de exibição.
Entre os projetos estão ‘Eduardo e Mônica‘, ‘Um Namorado para Minha Mulher‘ e ‘Minhocas 2‘.
Uma das linhas mais tradicionais do FSA, em operação desde 2008, o PRODECINE 01 já financiou a produção de 190 filmes brasileiros de produção independente. Nesta chamada, 278 projetos de todo o Brasil foram inscritos e, após o processo seletivo, o Comitê de Investimento do FSA selecionou 34 projetos de ficção, animação ou documentários.
“O bom momento que o cinema vive no Brasil está apoiado no talento e trabalho dos nossos produtores e realizadores, e em um vigoroso programa de apoio ao desenvolvimento do setor pelo governo federal, o Brasil de Todas as Telas. Os 34 filmes brasileiros anunciados hoje representam uma parte da diversidade, da pluralidade e da força da cultura brasileira. São ficções, documentários e animações que falam com todos os setores da nossa sociedade”, aponta o diretor-presidente da ANCINE, Manoel Rangel.
A lista inclui os novos trabalhos de diretores como Lais Bodansky, Rosemberg Cariry, Jefferson De, Ana Luiza Azevedo, André Klotzel e René Sampaio. Entre os projetos selecionados há filmes de todos os gêneros, procurando se comunicar com os diferentes públicos existentes no país.

Fonte: Cinepop



NOTÍCIAS RELACIONADAS
20/10/2017
Simulador IRS 2018
20/10/2017
Correios de Portugal e do Brasil firmam parceria para potenciar ecommerce entre dois países
20/10/2017
EU Market Access Brazil., edição 52
20/10/2017
Em busca de visto, brasileiros movimentam Consulado de Portugal
18/10/2017
Arbitragem administrativa no Brasil e em Portugal
17/10/2017
Portugal sobe no ranking mundial para investir em imobiliário