home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

02/09/2016

Joalharia: Exportações aumentaram 500% em 8 anos

A Associação de Ourivesaria e Relojoaria de Portugal (AORP) acaba de revelar que a exportação de joalharia portuguesa aumentou 500% desde 2008. A associação está a preparar a maior participação de sempre num evento internacional: 17 empresas lusas vão marcar presença na maior feira do setor, a BIJORHCA, em Paris, de 02 a 05 de setembro.
A joalharia portuguesa está a renovar-se. As empresas tradicionais têm vindo a modernizar-se e a adaptar-se às novas tendências de consumo. Paralelamente, surgem novos designers com conceitos arrojados e abordagens inovadoras. Juntos, os membros da AORP partem à conquista de novos mercados naquela que é considerada a principal feira do setor na Europa.
“A internacionalização ainda é um processo recente para as empresas nacionais de joalharia, mas o crescimento tem sido muito rápido. Desde 2008, as exportações aumentaram 500% e a expectativa é que esta trajetória venha a acentuar-se nos próximos anos”, refere Fátima Santos, Secretária-geral da AORP, num comunicado enviado ao Boas Notícias.
A BIJORHCA Paris é uma das feiras mais sedutoras para as empresas que procuram novos mercados na Europa. “Este é um dos principais eventos do setor, reunindo compradores de toda a Europa e do mundo. É uma montra privilegiada para darmos a conhecer as joias portuguesas e as empresas portuguesas têm sido muito bem-sucedidas”, acrescenta a responsável da Associação.

Fonte: Boas Noticias.pt



NOTÍCIAS RELACIONADAS
24/04/2018
Vitalidade do sistema político tem sido preocupação do Presidente da República
24/04/2018
PSI20 sobe 0,30% em linha com ganhos das bolsas europeias
24/04/2018
Governo quer “com urgência” aumentar a oferta no arrendamento e desafia proprietários
20/04/2018
Presidente da República quer finanças públicas saudáveis “ao serviço das pessoas”
20/04/2018
Portugal foi exemplar nas reformas que permitem crescimento atual
20/04/2018
Human Rights Watch elogia Portugal por vencer a crise sem rejeitar a democracia