home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

12/09/2016

Exportações de vestuário crescem 6,6 por cento até julho

De janeiro a julho, o comércio internacional de vestuário totalizou 1,86 mil milhões de euros, mantendo um forte ritmo de crescimento que abre boas perspetivas para o ano completo.

Em comparação com o período de janeiro a julho de 2015, as exportações de vestuário aumentaram mais de 110 milhões de euros, um crescimento impulsionado pelos envios para a União Europeia (+7,2 por cento).
A procura pela moda “made in Portugal” subiu na quase totalidade dos 10 principais mercados, onde se destaca Suécia (+27,2 por cento), Itália (+15,9 por cento) e Espanha (+12,4 por cento), assim como, nos mercados extracomunitários, os EUA (+6,9 por cento).
César Araújo, presidente da direção da ANIVEC, considera que «os números mostram a força do know-how português na confeção de vestuário, com a etiqueta “made in Portugal” a ser cada vez mais reconhecida nos mercados internacionais».
Para além dos mercados tradicionais, o vestuário português está a abrir novos mercados potenciais, como é prova a Arábia Saudita, para onde as exportações aumentaram 99,5 por cento entre janeiro e julho.
«As oportunidades que estão a surgir noutras regiões do globo são um ótimo indicador para a indústria de vestuário nacional e, em conjunto com o crescimento nos mercados onde as empresas portuguesas estão já estabelecidas, abrem perspetivas de que o crescimento se mantenha nos restantes meses de 2016», acrescenta César Araújo.

Fonte: Portugal Global



NOTÍCIAS RELACIONADAS
07/11/2017
António Costa: “Portugal é um ótimo sítio para investir”
07/11/2017
Investimento imobiliário em Portugal reforçado por mais 12 meses
07/11/2017
Há um ano foram ao Web Summit. O que é feito destas startups?
07/11/2017
Governo adota campanha “fortíssima” para atrair Agência do Medicamento
06/11/2017
É mais barato fazer faculdade em Portugal ou no Brasil?
06/11/2017
Organização da Web Summit está “convencida” a ficar em Portugal, diz Ana Lehman