home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

31/10/2016

Brasil deve aumentar exportações de vinho e espumantes, diz ministro

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento usará este ramo de atividade para aumentar a meta de exportação no mercado mundial agropecuário de 6,9% para 10% em cinco anos

De acordo com o Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil, Blairo Maggi, as exportações de vinhos e os espumantes produzidos no Brasil têm alto potencial de crescimento. O ministro explicou que os produtos "têm sido cada vez mais premiados e com aceitação crescente nos mercados nacional e internacional”. A declaração foi feita na abertura do 39° Congresso Mundial da Vinha e do Vinho, nesta segunda-feira (24), em Bento Gonçalves (RS).

O ministério usará este ramo de atividade para aumentar a meta de exportação no mercado mundial agropecuário de 6,9% para 10% em cinco anos 

De acordo com publicação da Dinheiro Rural, no ano passado, o Brasil exportou US$ 4,41 milhões de vinho para vários países, como Estados Unidos, Paraguai, Colômbia e Reino Unido.

“Quem quer conquistar mercado precisa se mostrar. E este evento mostra a região de Bento Gonçalves, a região Sul e o Brasil como produtores de vinho de qualidade e com disponibilidade de matéria-prima”, disse o ministro.

Propostas como redução de tarifas e impostos, além de tornar de tornar a área produtora de uva e vinho uma “zona franca”, sem a cobrança de impostos, para atrair mais turistas à região.

Fonte: Noticias ao Minuto



NOTÍCIAS RELACIONADAS
24/04/2018
Vitalidade do sistema político tem sido preocupação do Presidente da República
24/04/2018
PSI20 sobe 0,30% em linha com ganhos das bolsas europeias
24/04/2018
Governo quer “com urgência” aumentar a oferta no arrendamento e desafia proprietários
20/04/2018
Presidente da República quer finanças públicas saudáveis “ao serviço das pessoas”
20/04/2018
Portugal foi exemplar nas reformas que permitem crescimento atual
20/04/2018
Human Rights Watch elogia Portugal por vencer a crise sem rejeitar a democracia