home > notícias

MUNDO

14/11/2016

Música popular brasileira à francesa estreia-se em Portugal

As artistas francesas Aurélie & Verioca vão mostrar, pela primeira vez, em Portugal, no início de dezembro, a sonoridade de ritmos brasileiros, como o choro e o samba, com arranjos e letras franceses.

A dupla vai atuar a 02 de dezembro no Stroganov Hotel, em Coimbra, e, no dia seguinte, no Espaço Espelho d'Água, em Lisboa, segundo uma nota da AC Produtora.

"Estamos sempre à procura da verdade em tudo o que fazemos. Por isso, estar em Portugal é, para nós, uma maneira de nos aproximarmos mais das raízes, da herança, da essência da música brasileira", disse Aurélie Tyszblat.

A cantora acrescentou que ela e a colega multi-instrumentista, Véronique Lherm, estão "muito felizes por chegarmos à fonte desta música que amamos tanto e que temos tanto prazer em misturar com a nossa identidade francesa".

A dupla traz a Portugal o reportório do seu segundo álbum, "Pas á Pas" (Passo a Passo), gravado entre estúdios de Paris, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e São Paulo.

O trabalho conta com participações especiais, como a compositora carioca Joyce Moreno, Egberto Gismonti, cuja composição "Lôro" virou "À la dérive" (À deriva), e Tom Jobim, um dos mais célebres representantes da música brasileira no mundo, que participa com uma versão bilingue de "Águas de Março".

Depois de cada concerto haverá uma ementa gastronómica especial portuguesa.

As artistas conheceram-se em 2002, quando Verioca já tinha 25 anos de carreira como cantora e violonista de formação clássica, numa altura em que Aurélie trabalhava ainda como guionista de documentários.

Só em 2009 começaram a escrever as suas primeiras canções a quatro mãos, com Verioca a escrever a música que Aurélie coloca em palavras, tanto em francês como em português do Brasil.

Nas suas músicas, a dupla passa do francês para o português e vice-versa.

Desde 2011, Aurélie & Verioca realizaram mais de 150 espetáculos em França e organizaram quatro digressões no Brasil.

Em 2014, a dupla também levou as cores franco-brasileiras das suas músicas à semana da francofonia de Moçambique, segundo informação disponibilizada no 'site' das cantoras.

Fonte: Noticias ao Minuto



NOTÍCIAS RELACIONADAS
25/05/2018
Gilberto Gil, Carlos do Carmo e Carminho dão concertos grátis nas Festas de Lisboa
22/05/2018
Coprodução Brasil-Portugal com temática indígena é premiada em Cannes
22/05/2018
Vinhos de Portugal terá recorde de produtores
22/05/2018
Ministro da Cultura felicita representantes do cinema português no Festival de Cannes
21/05/2018
Português Bordalo II entrega escultura à cidade de São Paulo
18/05/2018
Ao terceiro ano, “Junho, Mês de Portugal” inova e traz ‘workshop’ de cinema por Catarina Mourão