home > notícias

MUNDO

17/11/2016

GPS permite localizar cientistas portugueses que trabalham no estrangeiro

A GPS, uma plataforma digital recentemente criada, permite localizar os cientistas portugueses que estão no estrangeiro e saber em que áreas e instituições trabalham.

A Global Portuguese Scientists (GPS), a funcionar desde a semana passada, é uma iniciativa da Fundação Francisco Manuel dos Santos, desenvolvida em colaboração com outras entidades.

À Lusa, o coordenador da plataforma, David Marçal, disse que a GPS ajuda a “conhecer a mobilidade dos investigadores portugueses” e a “fomentar contactos com a diáspora científica”.

“Na realidade, não se conhece os percursos dos investigadores, quanto tempo ficam nos países, e se mudam de países. Perdemos o rasto”, assinalou.

Com a plataforma, na qual os cientistas têm de registar-se, é possível saber onde estão ou estiveram a trabalhar, e em que áreas científicas, e se estão ligados a uma associação que os representa.

A Europa, em particular Reino Unido e Alemanha, e os Estados Unidos concentram o maior número de registos de cientistas. Mas há também investigadores na Austrália, Arábia Saudita, Tailândia, Índia, em Israel, África do Sul, Moçambique, no Qatar, na Colômbia, no Chile, no Canadá ou Brasil.

A rede GPS pretende também “aproximar a diáspora científica da sociedade portuguesa, de modo a aumentar a sua visibilidade e o seu reconhecimento”.

A plataforma resulta de uma colaboração entre a Fundação Francisco Manuel dos Santos e a Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica – Ciência Viva, a Universidade de Aveiro e a empresa de telecomunicações e sistemas de informação Altice Labs.

Como parceiros, a iniciativa conta com associações de investigadores portugueses residentes na Alemanha, em França, no Reino Unido, nos Estados Unidos e no Canadá.

A apresentação da GPS será feita na próxima terça-feira, no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, e insere-se na Semana da Ciência e da Tecnologia 2016.

Fonte: Portugal Global



NOTÍCIAS RELACIONADAS
07/11/2017
Reynaldo Gianecchini percorre Portugal com peça de teatro
07/11/2017
Universidade do Porto condecorada pela Marinha do Brasil
07/11/2017
Bonecos de Estremoz podem ser Património da Humanidade em dezembro
06/11/2017
São Martinho, a mais antiga feira de cavalos de Portugal
06/11/2017
Portugal vai promover-se como destino para andar de bicicleta ou a pé
06/11/2017
70 mil km para descobrir a Mina Lusitana