home > notícias

MUNDO

09/12/2016

Bruno Vieira Amaral no festival literário de Macau de 2017

O escritor português Bruno Vieira do Amaral é um dos nomes que estará na edição de 2017 do festival literário de Macau, Rota das Letras, anunciou hoje a organização.

Bruno Vieira do Amaral é um dos dez autores europeus em destaque este ano na União Europeia através da "New Voices from Europe" ("Novas vozes da Europa"), uma iniciativa conjunta de vários festivais literários e organizações, que tem como objetivo promover o trabalho de novos escritores, através de eventos e da publicação de uma antologia.

O escritor nasceu em 1978, é licenciado em História Moderna e Contemporânea e publicou o primeiro romance, "As primeiras coisas", em 2013, que lhe valeu os prémios José Saramago, Fernando Namora/Estoril Sol e P.E.N./Narrativa.

Crítico literário, tradutor, Bruno Amaral é ainda autor de "Guia para 50 personagens da ficção portuguesa" e do blogue Circo da Lama. Escreveu para o DN Jovem, na revista Atlântico e no jornal i, colabora com a revista Ler e trabalha no grupo editorial Bertrand Círculo.

No Rota das Letras de 2017, que decorrerá de 4 a 19 de março em Macau, estará ainda o escritor escocês Graeme Burnet, um dos finalistas do prémio Man Booker deste ano com "His Bloody Project".

Outras presenças no festival confirmadas hoje são a da cineasta Clara Law, que nasceu em Macau e vive na Austrália, e do fotógrafo, escritor a autor de banda desenhada francês Philippe Graton.

Philippe Graton é filho de Jean Graton, criador da série de banda desenhada "Michel Vaillant", que Phillipe decidiu continuar.

Segundo a organização do Rota das Letras, Phillipe Graton inaugurará em Macau uma exposição que inclui as provas originais de "Rendez-vous à Macao", um dos álbuns da coleção "Michel Vaillant".

O Festival Literário de Macau foi fundado pelo jornal local Ponto Final em 2012.

Os primeiros nomes da edição de 2017 foram divulgados hoje durante a festa que celebrou o 25.º aniversário do Ponto Final, um dos jornais em português que se publicam em Macau.

O diretor do festival e proprietário do Ponto Final, Ricardo Pinto, disse à agência Lusa que o futuro do jornal passa, sobretudo, por "sedimentar" os projetos que tem em curso, estar atento a novas oportunidades e tendências, "não perder comboios de modernização" e dar mais atenção ao 'online'.

O Rota das Letras é neste momento "o grande projeto" do Ponto Final e, dada a dimensão e recursos do jornal, "é absolutamente gigante", acrescentou.

O aniversário do Ponto Final está a ser assinalado com diversas iniciativas e será ainda publicada uma revista em janeiro sobre a história do jornal e, através dela, a história de Macau nos últimos 25 anos, disse ainda Ricardo Pinto.

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com/cultura/701266/bruno-vieira-amaral-no-festival-literario-de-macau-de-2017



NOTÍCIAS RELACIONADAS
29/05/2017
Elza Soares regressa a Portugal para quatro concertos em junho
29/05/2017
Campeão português, Benfica vence final e também fatura a Copa de Portugal
26/05/2017
Cascais e a Costa do Estoril
24/05/2017
Os 10 destinos mais procurados este verão em Portugal
24/05/2017
Vinhos de Portugal conquistam medalhas no "Concours Mondial de Bruxelles 2017"
22/05/2017
Madonna procura escola para os filhos em Portugal