home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

09/12/2016

MDIC e Investe SP assinam acordo de fomento a startups

O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, e o diretor-executivo da Investe São Paulo, Ermínio Lucci, assinaram hoje um acordo de cooperação entre as duas entidades. O foco é o fortalecimento de ações voltadas para startups, especialmente as participantes do Inovativa Brasil, programa coordenado pelo ministério. O acordo também prevê o desenvolvimento de atividades conjuntas para aprimoramento de políticas públicas para o setor e ações para atração de centros e projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I) para São Paulo.

Marcos Pereira disse que o acordo com a Investe São Paulo dará maior apoio para expansão do Inovativa Brasil no estado, “o que inclui acompanhamento às startups após a passagem pelo programa, com possibilidade de investimento pelo fundo SP Ventures”. Na avaliação do ministro, “além desse apoio, que é fundamental para os empreendedores, o MDIC ampliará a atuação direta para melhorar o ambiente de negócios no país para todos os investidores”, ressaltou.

"O acordo de cooperação é mais um passo da Investe SP para atender o ecossistema de startups e os projetos de P&D em São Paulo. No ano de 2016 já organizamos a primeira edição do SP Conecta e lançamos o mapa digital do ecossistema paulista que já se encontra no ar. A Investe SP tem uma importante missão de apoiar os empreendedores, já que são eles que se arriscam e promovem a inovação e contribuindo significantemente para São Paulo e para o Brasil", afirmou Lucci.

O ministro disse ainda que o MDIC, a partir da ABDI, a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial, vinculada ao ministério, está desenvolvendo o Programa Nacional de Conexão Startup Indústria para promover a integração entre as demandas da indústria e a capacidade de criação e de atendimento destas demandas pelas startups.

A assinatura foi realizada durante o Demoday do InovativaBrasil, em São Paulo, evento realizado como atividade final do programa no ano de 2016. Ao longo do ano, 229 startups foram aceleradas pelo Inovativa Brasil. Deste total, 114 statups foram selecionadas para apresentar seus negócios a 110 invstidores brasileiros. O  evento ocorreu conjuntamente com a quinta Conferência Nacional dos Anjos do Brasil, o que garantiu a participação dos principais investidores do país para assistir o pitch das finalistas desta edição do programa.

Em seu discurso, o ministro Marcos Pereira ressaltou que “o futuro do Brasil passa, necessariamente, pela inovação”. Ele ainda afirmou que lidera no Ministério da Indústria, Comercio Exterior e Serviços (MDIC) importantes ações voltadas ao setor. “São iniciativas que vão atrair investimentos; promover a internacionalização das startups brasileiras; impulsionar a pesquisa; possibilitar uma maior convergência entre os ecossistemas de startups e da indústria e melhorar o ambiente de negócios para as empresas inovadoras”, explicou.

Marcos Pereira destacou ainda a importância do Inovativa Brasil. “O programa chegou ao auge esse ano, quando o Inovativa dobrou de tamanho, com duas edições anuais”, disse. Nas cinco edições realizadas desde 2013, incluindo a de hoje, o programa acelerou e conectou ao mercado mais de 420 startups dos mais diversos setores da economia e de todos os 27 estados brasileiros. Foram 5,6 mil projetos submetidos e mais de 900 startups selecionadas para receber capacitação e mentorias. Neste ano, o programa Inovativa Brasil recebeu o maior prêmio do setor de empreendedorismo inovador do país, ao ser eleito como a Melhor Aceleradora no "Startup Awards", promovido pela Associação Brasileira de Startups (ABStartups).

Fonte: http://www.mdic.gov.br/noticias/2146-mdic-e-investe-sp-assinam-acordo-de-fomento-a-startups



NOTÍCIAS RELACIONADAS
18/08/2017
Empresas portuguesas são as que pagam mais tarde
18/08/2017
Web Summit quer encontrar os projetos de sustentabilidade mais inovadores [Portugal]
17/08/2017
Marcelo promulga alargamento dos "vistos gold" mas alerta para "risco"
17/08/2017
Lisboa regista maior crescimento de rendas de comércio de rua na Europa
17/08/2017
“O Brasil é o principal destino da pera rocha portuguesa”
17/08/2017
Portugal com 37 fusões e aquisições em julho. Somam-se 12 mil milhões de euros este ano