home > notícias

ASSOCIADOS

12/12/2016

EDP é Patrocinadora Master da restauração do Museu da Língua Portuguesa

A Companhia vai investir R$ 20 milhões nas obras de recuperação do espaço, o primeiro do mundo totalmente dedicado a um idioma

A EDP, empresa que atua na área de energia, será Patrocinadora Master da restauração do Museu da Língua Portuguesa. A companhia fará um aporte de R$ 20 milhões na reforma, montante que representa 32% do total do custo da reconstrução. A obra, com duração prevista de 30 meses, está estimada em cerca de R$ 65 milhões. O restante dos investimentos será coberto por seguro e aportados pela Fundação Roberto Marinho e pelo Grupo Itaú. A iniciativa conta com apoio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

"A língua portuguesa é um patrimônio precioso, que une Brasil e Portugal. Poder participar da recuperação do Museu da Língua Portuguesa em São Paulo, a maior cidade do mundo onde se fala o nosso idioma, tem um enorme simbolismo para a EDP, como o maior investidor de Portugal no Brasil. Este é um projeto que nos apaixona e do qual muito nos orgulhamos” afirma Miguel Setas, diretor presidente da Companhia.

A iniciativa conjunta para a restauração do MLP foi firmada nesta segunda-feira (12), no Palácio Bandeirantes, em São Paulo, durante cerimônia com presença de Setas, do Secretário de Estado da Cultura, José Roberto Sadek, e do Governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin.

Inaugurado em 2006 em São Paulo, cidade com maior número de falantes de português no mundo, o Museu da Língua Portuguesa foi o primeiro espaço cultural totalmente dedicado a um idioma. Reconhecido pela Unesco como o melhor projeto de comunicação e informação em 2006, e considerado por quatro anos seguidos como 4º melhor museu da América Latina pela TripAdvisor, o museu recebeu quatro milhões de visitantes até seu fechamento no final do ano passado, quando foi destruído por um incêndio.

A EDP atua nas áreas de Geração, Distribuição, Comercialização e Soluções de Energia Elétrica e está no País há mais de 20 anos, com presença em oito estados: Amapá, Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, São Paulo e Tocantins. Com a operação das distribuidoras nas áreas de concessão no Espirito Santo e em São Paulo, a companhia atende mais de 3,3 milhões de clientes. A empresa é pertencente ao Grupo EDP, uma das maiores operadoras europeias no setor elétrico, presente em 14 países.

Fonte: Assessoria



NOTÍCIAS RELACIONADAS
29/06/2017
TAP investe 100 milhões de euros na renovação de aeronaves
29/06/2017
Haitong antecipa crescimento de 5% dos lucros da Jerónimo Martins para 180 milhões
28/06/2017
A afaplan em Angola
28/06/2017
Corte americana libera Decreto Anti-imigração de Trump [BR-Visa]
27/06/2017
Cibercrime é um negócio que até tem assistência pós-venda [EY]
27/06/2017
EDP Espírito Santo e Governo do Estado anunciam projetos de Eficiência Energética em prédios públicos