home > notícias

MUNDO

16/12/2016

Projeto de teatro comunitário envolve mais de mil pessoas em Óbidos

O projeto 'Anatomia da identidade', que está a ser desenvolvido em Óbidos pelo ator Pedro Giestas, envolvendo mais de mil pessoas na produção teatral, vai este ano ser alargado através de protocolos com outros concelhos do país.

Trata-se de "um projeto comunitário, que tem o teatro como pano de fundo, mas pretende criar outras ações transversais, e que este ano vai ser disseminado pelos concelhos de Vouzela e Torre de Moncorvo", disse hoje o ator Pedro Giestas, da Associação Cultural Noite do Fogo, à agência Lusa.

O projeto, criado em Óbidos, onde é desenvolvido desde fevereiro, "tocou já diretamente cerca de mil pessoas da comunidade", envolvidas nas "várias frentes", revelou o ator.

Nas escolas estão a ser dadas aulas de teatro ao segundo ciclo e os professores do segundo ao quarto ano do primeiro ciclo estão a desenvolver projetos com os alunos.

O ator está a ministrar "formação aos sete grupos amadores da região", da qual resultou já a criação do espetáculo de rua 'Mário de Si', protagonizado por cerca de vinte atores amadores e que integrou a programação da última edição do Folio -- Festival Literário Internacional de Óbidos, que decorreu de 22 de setembro a 02 de outubro.

A 'Anatomia da identidade', que procura envolver toda a comunidade local (desde as crianças aos idosos dos centros de convívio) conheceu hoje um novo impulso com a formalização de um protocolo com uma empresa local.

A empresa assumiu-se como mecenas do projeto, que financiará com uma verba de 30 mil euros, assumindo os seus responsáveis, durante a assinatura do documento, que se trata de "uma parceria para continuar nos próximo anos".

A verba, parte de um orçamento total de 160 mil euros, da responsabilidade da autarquia, permitirá, segundo o ator, "garantir, durante um ano, a concretização das várias vertentes do projeto", nomeadamente, o 'Cubo do Poetas nossos', oficinas de interpretação teatral ou um "'Circo das marionetas' que irá percorrer vários eventos, como feiras medievais, pelo país", explicou.

O projeto contempla, também, a realização de vídeos e documentários sobre a memória coletiva de Óbidos, uma "rota dos coretos" aos quais serão levadas algumas das criações artísticas, e a produção de peças de teatro por um grupo formado no âmbito da 'Anatomia da identidade'.

O grupo integra "não só atores, mas também todos aqueles que são necessários à criação de um espetáculo teatral, desde pintores, carpinteiros, eletricistas, aderecistas" da comunidade, desafiados a participar no projeto em que desenvolvem iniciativas ligadas "à poesia, à literatura, à dança e à música", acrescentou Pedro Giestas.

A primeira apresentação pública de 2017 está agendada para 11 de janeiro, feriado municipal, com os atores amadores a protagonizarem um espetáculo de rua alusivo à conquista do castelo aos mouros, mas numa perspetiva "mais atual", revelou o ator.

Ao longo do ano, a par com os ensaios de uma nova peça, o Cubo dos Poetas, leva a poesia e a literatura a locais tão improváveis como "o parque tecnológico, onde já esta semana estivemos a ler poemas, ou aos campos de cultivo, onde parei, informalmente, para ler poemas a alguns trabalhadores".

A ação, prevista para decorrer à noite nos bares da vila, levará ainda a poesia aos pomares dos mecenas, que hoje assinaram o protocolo, num "agradecimento aos trabalhadores que geram a riqueza que possibilitou esta contribuição", afirmou Pedro Giestas.

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com/cultura/705826/projeto-de-teatro-comunitario-envolve-mais-de-mil-pessoas-em-obidos



NOTÍCIAS RELACIONADAS
24/03/2017
Praias de Portugal distinguidas
24/03/2017
Publituris Portugal Trade Awards
24/03/2017
Cooperativa de Lisboa salva do lixo 500 toneladas de fruta e hortaliças em 3 anos
24/03/2017
Fórum Econômico Mundial nomeia português como jovem líder global
24/03/2017
Brasil Junino leva artistas e grupos brasileiros para a Europa
24/03/2017
Portugal pode ser nova a sede da Agência Europeia do Medicamento