home > notícias

MUNDO

16/12/2016

Lisboa avança com candidatura da calçada portuguesa a Património da Humanidade

A Câmara quer ainda que a escultura Monumento ao Calceteiro, que foi retirada por ter sido vandalizada, volte a ser colocada, desta vez nos Restauradores.

âmara Municipal de Lisboa aprovou, esta quinta-feira, a proposta dos vereadores António Prôa (PSD), Manuel Salgado (PS) e Catarina Vaz Pinto (PS) para que seja iniciado o processo de candidatura da calçada portuguesa a Património Cultural Imaterial da Humanidade.

“A candidatura da calçada portuguesa a Património da Humanidade pretende não apenas a salvaguarda e promoção de uma criação artística que identifica a cidade de Lisboa e o país, como é uma oportunidade para valorizar, inovar e aperfeiçoar a sua aplicação e manutenção da calçada artística, aplicando novas técnicas e atraindo artistas para a sua criação”, diz António Prôa, citado em comunicado enviado às redações.

O social-democrata refere ainda que a proposta conjunta com dois vereadores do PS “é a afirmação de que esta candidatura deve ser encarada como um desafio e um compromisso para além das questões partidárias“.

Os vereadores querem, ainda, que a escultura Monumento ao Calceteiro, de Sérgio Stichini, volte a ser colocada, desta vez na Praça dos Restauradores. O monumento, originalmente colocado em 2006 na Rua da Vitória, foi retirado por ter sido alvo de vandalismo.

Fonte: https://eco.pt/2016/12/15/lisboa-avanca-com-candidatura-da-calcada-portuguesa-a-patrimonio-da-humanidade/



NOTÍCIAS RELACIONADAS
21/08/2017
O Brasil descobriu que há uma praia em Portugal onde a água é sempre quente
21/08/2017
Dinossauros tomam de assalto as ruas de uma vila portuguesa
21/08/2017
Médicos brasileiros usam tecnologia 3D para substituir membros amputados
21/08/2017
Em Portugal, Paula Fernandes faz show para 30 mil pessoas e se emociona
21/08/2017
Circuito de Teatro em Português reúne espetáculos do Brasil, Portugal e Moçambique
21/08/2017
Circuito de Teatro em Português reúne espetáculos do Brasil, Portugal e Moçambique