home > notícias

MUNDO

16/12/2016

Capitão Fausto preparam alinhamento especial para concerto no coliseu de Lisboa

O grupo vai atuar, pela última vez este ano, no próximo dia 22 de dezembro no Coliseu de Lisboa. Durante os últimos meses, os Capitão Fausto atuaram nos festivais Rock in Rio e Paredes de Coura.

Os Capitão Fausto atuam na próxima semana, no Coliseu de Lisboa, uma sala para a qual preparam um concerto especial, o último de 2016, enquanto agendam uma digressão por auditórios nacionais.

O concerto está marcado para o dia 22, nas vésperas do natal, e por estes dias o grupo passa grande parte do tempo no estúdio e sala de ensaio, em Lisboa, que tem estado a construir aos poucos, e onde já gravou o último álbum, “Capitão Fausto têm os dias contados”.

Numa pausa nos ensaios, Tomás Wallenstein (vocalista) e Francisco Ferreira (teclista) contaram à agência Lusa que, neste concerto, o grupo estará acompanhado de outros nove músicos, de modo a aproximar as canções ao vivo do que foi gravado em estúdio.

“Capitão Fausto têm os dias contados”, o terceiro álbum, saiu na primavera e é descrito pelo grupo como o mais melódico e complexo, com mais harmonias vocais e a entrada de instrumentos de cordas acústicos e de sopro.

Durante os últimos meses, o grupo deu vários concertos pelo país, de salas pequenas a festivais – do Rock in Rio a Paredes de Coura – com as canções novas despidas dos arranjos iniciais, fixas nos cinco músicos fundadores.

Agora, no Coliseu, os Capitão Fausto levarão contrabaixo, trompa, trompete, clarinete, conga e maracas, como elencou Tomás Wallenstein, e arranjos reescritos, mais fiéis ao disco.

O último álbum deverá ter mais destaque no alinhamento, mas está prometida uma “dose homeopática” de novos arranjos para temas dos discos anteriores, “Gazela” (2011) e “Pesar o sol” (2014).

Francisco Ferreira explicou que o palco estará montado na plateia, numa ilha rodeada de público e onde os músicos estarão virados uns para os outros. “É como ensaiamos, a olhar uns para os outros. Nesse caso vai ser mais parecido com o ensaio”, rematou Tomás Wallenstein.

Para ambos, a expectativa de tocar no Coliseu dos Recreios é sobretudo pelo que estão a preparar e não pelo peso dos 126 anos desta sala: “O que está a ser mesmo especial é a parte do cenário, a disposição do palco, os arranjos, a massa sonora. Isso é tudo mais especial. O coliseu é que proporciona isso ser especial. É um ponto da nossa carreira”.

Este é um concerto que fecha a agenda de 2016 dos Capitão Fausto e, para breve, será anunciada uma digressão por auditórios e teatros.

“Foi um ano em cheio. Conseguimos lançar um disco, tocar em imensos bares, em imensos festivais, conseguimos fazer um ou outro ‘fora do baralho’. Não parámos quietos, estamos muito contentes”, disse Francisco Ferreira.

Para 2017, estão a ser preparados também os primeiros lançamentos editoriais de artistas portugueses pela editora Cuca Monga, que fundaram.

“Durante alguns anos experimentámos o que era fazer editora e como funcionava, com as nossas coisas. Modernos, Bispo, El Salvador – no fundo éramos sempre nós. Queríamos saber como é que se marca concertos, como se faz promoção. Não é um negócio, é uma coisa para fazer acontecer coisas”, disse Tomás Wallenstein.

Os Capitão Fausto integram ainda os músicos Domingos Coimbra (baixo), Manuel Palha (guitarra e teclados) e Salvador Seabra (bateria).

Fonte: http://observador.pt/2016/12/15/capitao-fausto-preparam-alinhamento-especial-para-concerto-no-coliseu-de-lisboa/



NOTÍCIAS RELACIONADAS
07/11/2017
Reynaldo Gianecchini percorre Portugal com peça de teatro
07/11/2017
Universidade do Porto condecorada pela Marinha do Brasil
07/11/2017
Bonecos de Estremoz podem ser Património da Humanidade em dezembro
06/11/2017
São Martinho, a mais antiga feira de cavalos de Portugal
06/11/2017
Portugal vai promover-se como destino para andar de bicicleta ou a pé
06/11/2017
70 mil km para descobrir a Mina Lusitana