home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

06/01/2017

Programa Semente: Investir em startups permite dedução no IRS

Posição detida não pode superar os 30% de capital social e tem de ser mantida por 48 meses (4 anos)

O investimento em startups ou pequenas e médias empresas (PME) já permite obter dedução em IRS. Com a entrada em vigor do Orçamento do Estado (OE) de 2017, os particulares podem obter benefícios até ao valor de 25 mil euros, ao abrigo do Programa Semente, que promove o uso de instrumentos alternativos de financiamento das startups.

“Os sujeitos passivos de Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) que efetuem investimentos elegíveis no âmbito do Programa Semente, fora do âmbito de atividades geradoras de rendimentos empresariais e profissionais, podem deduzir à coleta do IRS, até ao limite de 40 % desta, um montante correspondente a 25 % do montante dos investimentos elegíveis efetuados em cada ano”.

O montante anual de investimentos pode variar entre os 10 e os 100 mil euros. Se não houver dedução total, cada contribuinte pode obter benefícios sobre o valor restante nos dois anos seguintes. A posição detida não pode superar os 30% de capital social e tem de ser mantida por 48 meses (4 anos).

As startups ou PME elegíveis para este investimento não podem ter mais de cinco anos, mais de 20 colaboradores, deter bens ou direitos sobre bens imóveis com valor acima dos 200 mil euros e não podem ser cotadas na bolsa. Estas empresas têm ainda de estar certificadas pela Rede Nacional de Incubadoras.

O Programa Semente é uma das medidas de financiamento contempladas na estratégia nacional para o empreendedorismo, a Startup Portugal, que foi apresentada no início de junho de 2016.

Fonte: https://www.dinheirovivo.pt/fazedores/programa-semente-investir-em-startups-permite-deducao-no-irs/



NOTÍCIAS RELACIONADAS
24/03/2017
Os melhores restaurantes secretos de Lisboa
24/03/2017
Busca por qualidade e bons preços leva turismo médico a crescer 25% ao ano
22/03/2017
PORTUGAL É «UMA BOA PORTA DE ENTRADA PARA A EUROPA E UMA PONTE PARA EXPORTAR E INVESTIR NOUTROS MERCADOS»
22/03/2017
Porto supera Lisboa como distrito com maior procura imobiliária
21/03/2017
O Brasil nunca esteve tão apaixonado por Portugal
21/03/2017
Um paralelo entre os impostos sobre os serviços de Brasil e Portugal