home > notícias

ASSOCIADOS

20/01/2017

EDP: MAIOR EMPRESA DE PORTUGAL BUSCA STARTUPS BRASILEIRAS PARA ACELERAÇÃO

A maior empresa de Portugal, a EDP, está com um programa de aceleração novo e buscando startups nacionais para recrutar; trata-se do Free Electrons, cujas inscrições estão abertas até o dia 28 de fevereiro através deste site; o período de seleção ocorrerá em março e as 12 selecionadas serão divulgadas no início de abril; o programa de aceleração é uma iniciativa global do Grupo EDP, que está sendo realizada em parceria com outros sete players mundiais do setor de energia, visando o fomento e geração de novas ideias relacionadas à energia limpa, eficiência energética, mobilidade elétrica, digitalização, serviços de apoio ao cliente e internet das coisas

A maior empresa de Portugal, a EDP, está com um programa de aceleração novo e buscando startups nacionais para recrutar. Trata-se do Free Electrons, cujas inscrições estão abertas até o dia 28 de fevereiro através deste site.  O período de seleção ocorrerá em março e as 12 selecionadas serão divulgadas no início de abril.

O programa de aceleração é uma iniciativa global do Grupo EDP, que está sendo realizada em parceria com outros sete players mundiais do setor de energia, visando o fomento e geração de novas ideias relacionadas à energia limpa, eficiência energética, mobilidade elétrica, digitalização, serviços de apoio ao cliente e internet das coisas.

A EDP tem um braço muito forte para energias renováveis e acredita que startups são um ponto fundamental para fortalecer ainda mais esta atuação. “Visando uma estratégia de escopo global, a EDP tem monitorado o ecossistema empreendedor à fim de trazer transformações significativas para o Setor de Energia e capazes de impulsionar a competitividade da companhia. Já as Startups terão a oportunidade de estarem inseridas em um programa de alto nível para seu desenvolvimento nos principais polos de empreendedorismo do mundo” afirma Livia Brando, gestora de Estratégia e Inovação.

Quem for escolhido pelo programa deverá participar de um programa de aceleração que vai durar seis meses, com os selecionados passarão por três módulos de um processo de “customer adoption” focado em empresas do setor de infraestrutura. As três fases serão realizadas em São Francisco, coração do Vale do Silício, Lisboa e Dublin, na Europa, e em Singapura. Os interessados podem se candidatar pelo site www.freelectrons.co.

Fora a EDP, participam do programa a AusNet Services, Dubai Electricity and Water Authority (DEWA), ESB (Electricity Supply Board), Innogy, Origin Energy, Singapore Power (SP) e Tokyo Electric Power Company (TEPCO) – companhias que juntas possuem US$ 148 bilhões de faturamento e possuem acesso a mais de 73 milhões de clientes finais. A iniciativa também conta ainda com o apoio das aceleradoras New Energy Nexus e da Swissnex San Francisco.

As companhias ressaltam ter criado o programa por conta de seus compromissos de promoverem um futuro em que a energia é inteligente, limpa e acessível a todos. Assim, a iniciativa liga startups do setor elétrico para que possam aperfeiçoar seus produtos e serviços, testá-los e desenvolver uma carteira de clientes global. Para isso, os parceiros disponibilizarão os seus conhecimentos, recursos e acesso à sua carteira clientes em troca de oportunidades de investimento e de parceria.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/empreender/275911/Maior-empresa-de-Portugal-busca-startups-brasileiras-para-acelera%C3%A7%C3%A3o.htm



NOTÍCIAS RELACIONADAS
18/08/2017
Passeio em São Paulo: 9 dicas de roteiros culturais para estrangeiros na cidade [BR-Visa]
17/08/2017
A Semana em Brasília [Souza Cescon]
17/08/2017
EDP Renováveis fecha novo contrato "de longo prazo" nos EUA [EDP]
15/08/2017
EDP São Paulo investiu R$ 60 milhões em melhorias no Vale do Paraíba e Litoral Norte em 2017 [EDP]
14/08/2017
Tribunal Superior do Trabalho decide que a lei que regulamentou a tercerização não se aplica a contratos encerrados antes da vigência da lei [Souza Cescon]
14/08/2017
Entenda as condições para asilo e refúgio no Brasil [BR-Visa]