home > notícias

ASSOCIADOS

03/02/2017

Campeã brasileira na Academia Belas Clube de Campo

Clara Teixeira eleita para liderar projecto de relançamento da escola de golfe

A nova direcção da Federação Portuguesa de Golfe, presidida por Miguel Franco de Sousa, quer aumentar exponencialmente o número de praticantes no país nos próximos anos e o Belas Clube de Campo (BCC), cujo campo de 18 buracos é o que se encontra mais perto de Lisboa, quer contribuir para o sucesso da empresa. Para tal, efectuou este ano uma reformulação na sua academia de golfe, melhor dizendo, um upgrade, no sentido de torná-la na melhor da região da Grande Lisboa em apenas um ano. 

O Grupo André Jordan, proprietário deste complexo residencial que em breve com um hotel será também turístico, tem um ADN forte em termos de escolas de golfe e deve-se a ele a criação do mais bem sucedido clube de golfe nacional em termos de formação e desportivos, o de Vilamoura. Foi aqui que Ricardo Santos e Ricardo Melo Gouveia, os dois melhores jogadores profissionais portugueses de sempre made in portugal e os mais recentes portugueses a competir no European Tour, começaram e desenvolveram as suas carreiras amadoras. 

Rui Trigoso, director de Marketing e Comunicação, reconheceu ontem, na apresentação da Academia de Golfe Belas Clube de Campo, que no distrito de  Lisboa e no concelho de Sintra, “é mais complicado do que no Algarve no que diz respeito ao golfe”, mas sublinha a “confiança” na actual equipa. “O que fizemos em Vilamoura com a câmara de Loulé, queremos fazê-lo no concelho de Sintra”, esclarece. 

O objectivo é atrair novos jogadores através de programas estruturados especialmente para iniciantes, investir nos jovens a fim de criar uma equipa júnior para representar o BCC em torneios nacionais, reforçar a capacidade do golfe como desporto de networking através de clínicas executivas e fazer protolocos com diversas entidades, nomeadamente a Câmara Municipal de Sintra (cujo concelho tem mais campos de golfe do que o de Cascais), para inclusão das escolas locais nos programas da Academia. 

Paul Saunders, o director de golfe do BCC, é o director da Academia BCC, Marco Rios mantém-se como instrutor principal e a brasileira Clara Teixeira, do Rio de Janeiro, será a academy manager, tendo a seu cargo a análise estratégica do trabalho desenvolvido, a identificação e implementação de novas oportunidades para o posicionamento da Academia e, ainda, a gestão da relação com players estratégicos do setor. É sem dúvida original que se tenha ido buscar uma jovem de 23 anos para este projecto, mas esta tem um bom currículo e é preciso não esquecer que André Jordan e os seus filhos são brasileiros. 

Campeã amadora brasileira de golfe em 2014, vencedora de inúmeros troféus como o Aberto do Uruguai e o Aberto da Argentina e membro da selecção do seu país nas últimas três edições do Campeonato do Mundo Amador por Equipas de Senhoras (em 2012, 2014 e 2016) que atribui o Troféu Espírito Santo, Clara Teixeira é formada em Economia e Relações Internacionais pela Universidade Rollins College na Florida (onde conheceu os “craques” portugueses Tiago Rodrigues e Tomás Melo Gouveia), possui a certificação profissional de nível 1 pela Trackman Online University e de Golfe Júnior no nível 2 pelo Titleist Performance Institute. 

Ao seu percurso profissional soma a passagem pela YMCA em Orlando como instrutora de golfe e a patente de Sargento na Comissão de Desporto da Aeronáutica do Brasil. Antes de ir para o Rollins College, esteve um ano e meio a estudar, treinar e competir na IMG Golf Academy, na Florida, onde chamou a atenção da treinadora da equipa feminina de golfe daquela universidade, a qual lhe concedeu então uma bolsa de golfe para ali ingressar. 

“Estamos muito satisfeitos com esta contratação”, assevera Paul Saunders. “Temos um plano para relançamento da Academia que passa por um novo posicionamento, novos programas, um novo conceito e a Clara Teixeira é a pessoa indicada para levar a cabo o nosso projeto e a nossa ambição de sermos, no espaço de um ano, a melhor Academia da Região de Lisboa.” 

Clara diz que “a ideia de vir para a Europa, especificamente para Portugal, é uma ideia recente, que eu tive desde que comecei a interessar-me pela instrução de golfe”, porque a modalidade no Brasil “está caminhando a passos muito lentos, senão parada”, o que “é uma pena, porque nós temos muitos talentos que são desperdiçados simplesmente por falta de apoio e de oportunidades. O Paul [Saunders] e o Gilberto [Jordan] ofereceram-me esta oportunidade e eu agarrei o projecto com todas as minhas forças. Tem sido óptimo, inspirador e motivador”. 

A Academia divide-se em dois segmentos: o “Programa Júnior”, para jovens entre os 5 e os 16 anos, que pretendem jogar golfe profissional ou como actividade extra-curricular, com método de ensino TPI, grupos seprados por idade e nível de experiência (Kids, Iniciantes, Cadete e Elite), circuito de torneios júnior (Belas Junior Golf Tour), acompanhamento em torneio do Circuito Drive transporte antes e depois das aulas. Tem já 23 alunos. 

E outro programa, já com 36 alunos, para adultos iniciantes intitulado “Aprenda a Jogar Golfe em 12 Semanas”, dividido em três níveis: 1) Putting, Chipping e Pitchting; 2) Driving Range; 3) Aulas no Campo. Quem não perceber nada de golfe e abraçar este curso, sabe que em três meses estará a jogar no campo e que no fim do Nível 3 receberá uma oferta de subscrição para o Clube de Golfe de Belas como “Welcome Member Base”. O preço para o Nível 1 é de 70 euros, para o Nível 2 de €80 e para o Nível 3 de €90, num total de €240. Há ainda os níveis 4 e 5 – tirar handicap e baixá-lo.

Fonte: http://www.golftattoo.com/pt/19/campea-brasileira-na-academia-belas-clube-de-campo



NOTÍCIAS RELACIONADAS
18/08/2017
Passeio em São Paulo: 9 dicas de roteiros culturais para estrangeiros na cidade [BR-Visa]
17/08/2017
A Semana em Brasília [Souza Cescon]
17/08/2017
EDP Renováveis fecha novo contrato "de longo prazo" nos EUA [EDP]
15/08/2017
EDP São Paulo investiu R$ 60 milhões em melhorias no Vale do Paraíba e Litoral Norte em 2017 [EDP]
14/08/2017
Tribunal Superior do Trabalho decide que a lei que regulamentou a tercerização não se aplica a contratos encerrados antes da vigência da lei [Souza Cescon]
14/08/2017
Entenda as condições para asilo e refúgio no Brasil [BR-Visa]