home > notícias

ASSOCIADOS

07/02/2017

Instituto EDP beneficia mais de 44 mil pessoas com projetos voltados à educação, cultura e esporte em 2016

Além do apoio a ações socioeducativas, a organização ainda promoveu o intercâmbio entre as culturas brasileira e portuguesa

 

Em 2016, mais de 44 mil pessoas foram beneficiadas pelos projetos apoiados pelo Instituto EDP, organização que coordena as ações socioambientais do Grupo EDP, em oito estados onde a empresa atua: Amapá, Ceará, Rio Grande do Norte, Tocantins, Espírito Santo, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. São iniciativas pautadas pela Educação, Cultura, Esporte e Voluntariado, que engajaram e mobilizaram colaboradores, parceiros e comunidades no desenvolvimento de atividades voltadas ao desenvolvimento social.

Projetos de destaque como o EDP nas Escolas, Brincando com Pipas, Educação Empreendedora e as Caravanas da Arte e do Esporte, contribuíram para o aumento da qualidade da vida estudantil de crianças e jovens, tornando-as multiplicadoras do uso eficiente da energia elétrica, além da aprendizagem de novos temas ligados à cidadania, sustentabilidade e empreendedorismo.

Além dessas iniciativas, outras 70 mil pessoas foram impactadas com a realização de duas grandes exposições de arte em São Paulo: A 5ª Edição do Prêmio “Energias na Arte”, voltado para revelar jovens artistas, contou com 237 candidatos de 21 Estados diferentes. Os 10 finalistas tiveram a oportunidade de expor no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo e os 3 vencedores ganharam viagens para residências artísticas no Exterior. E a Mostra ‘Portugal, Portugueses’, em exibição no Museu Afro Brasil, em cartaz entre setembro de 2016 e janeiro de 2017, ‘Portugal, Portugueses’ já é considerada a maior exposição de arte contemporânea portuguesa realizada no Brasil.

“Nossos esforços e investimentos estão cada vez mais focados nos pilares de desenvolvimento humano, incentivando cidadãos a repensarem suas atitudes de consumo e engajamento social. São atitudes transformadoras, tanto para a pessoa que realiza a ação como para quem a recebe, pois traz a descoberta de como cada um pode fazer a diferença para a conquista de um propósito maior”, afirma Luis Carlos Gouveia, diretor do Instituto EDP.

2016 – O ano desafiador

Com foco na Responsabilidade Social, um compromisso global do Grupo EDP com as comunidades onde atua, em 2016 o Instituto EDP estendeu o alcance das iniciativas realizadas, obtendo um maior número de beneficiados direta e indiretamente pelos projetos – 44 mil pessoas, o dobro no comparativo com 2015.

Destaque para o programa EDP nas Escolas, que chegou a 15ª Edição beneficiando diretamente mais de 5.600 alunos de 31 escolas da rede pública municipal de ensino em oitos estados do País. As ações do EDP nas Escolas fornecem ferramentas para o aprendizado dos alunos, promovem a integração de arte e energia, incentivam a participação da comunidade escolar, favorecem a saúde dos estudantes e mobilizam parceiros para a causa da educação, do uso consciente da energia elétrica e da preservação dos recursos naturais. Nesses 15 anos, foram atendidos mais de 200 mil alunos, com investimentos em torno de R$ 5 milhões.

Em 2016 o EDP nas Escolas, por meio do Concurso Arte com Energia, utilizou a expressão artística videoarte como um mecanismo desencadeador de reflexão sobre segurança no brincar e o resgate de brincadeiras tradicionais locais. O resultado do engajamento de alunos e educadores está retratado no livro “Brincar para Aprender”, disponível para download no link https://goo.gl/gXnT9q.

Brincadeira e segurança também estiveram juntas em mais um ano do projeto Brincando com Pipas, desenvolvido em parceira com a Evoluir, em Suzano (SP). A iniciativa utilizou a brincadeira popular para conscientizar mais de 5.500 crianças a respeito dos riscos e o impacto que ocorrências com pipas podem gerar na rede de distribuição de energia. Oficinas de ilustrações, fotos, jograis e exposições fizeram parte do programa e ajudaram os estudantes a ilustrar o conhecimento adquirido ao longo do ano. Além disso, os próprios alunos realizaram uma série de melhorias nas escolas, por meio do jogo Heróis em Ação, como plantio de hortas e construção de espaços de convivência.

Em Vitória, no estado do Espírito Santo, o Projeto Animação envolveu 90 alunos na produção do curta-metragem “No Caminho da Escola”, lançado em novembro. Por meio de um processo de produção coletiva, os alunos desenvolveram o roteiro, construíram as cenas e utilizaram diversas técnicas como Desenho 2D, Recorte, Stop Motion e Pixilation - ensinadas nas oficinas realizadas nas escolas participantes.

E em Tocantins, ações de esporte educacional foram trabalhadas pelo Aprender a Crescer, com 260 crianças atendidas. O projeto oferece aulas práticas de futebol e acompanhamento pedagógico com o objetivo de promover a Inclusão Social por meio do Futebol Society.

Para 2017, o Instituto EDP continuará a gerir os investimentos socioambientais do Grupo EDP para o desenvolvimento humano e social, disseminando e promovendo práticas sustentáveis. Mais informações estão disponíveis no site do IEDP http://www.institutoedp.org.br

Fonte: Assessoria



NOTÍCIAS RELACIONADAS
24/07/2017
Declaração CBE e Repatriação de bens no exterior [BR-VISA]
24/07/2017
Seminário analisará políticas para riscos cibernéticos [EY do Brasil | Demarest Associados]
24/07/2017
Receita Federal regulamenta a tributação de aporte de capital por investidor-anjo em microempresa e empresas de pequeno porte [Souza Cescon]
24/07/2017
Reforma Trabalhista – Uma Nova Jornada [Cascione, Pulino, Boulos & Santos - Sociedade de Advogados]
21/07/2017
Promulgado: vistos para estudantes dos países de língua portuguesa [BR-VISA]
21/07/2017
Miguel Setas é eleito entre os melhores CEOs do Brasil pela Revista Forbes