home > notícias

MUNDO

07/02/2017

Portuguesa mostra pela primeira vez o projeto do 'Novo Canindé'

Em negociação de um acordo com Gislaine Nunes, presidente da Lusa crê na viabilização da obra que duraria seis anos e teria custo de R$2 bi, pagos por parceiros

Após cinco anos escondido, o projeto do "Novo Canindé" foi divulgado nesta terça-feira à noite, em reunião no Canindé. Entre discursos inflamados do presidente Alexandre Barros, o arquiteto Daniel Fernandes detalhou como poderá ficar a área da Portuguesa.

De acordo com o projeto, a sede da Lusa viria a baixo para a construção de dois hotéis, um centro de convenções, um centro empresarial, um shopping, uma nova sede social da Lusa e o novo estádio do time, com capacidade para 20 mil lugares. O valor para viabilizar todo o projeto está em torno de R$ 2 bilhões. O montante seria pago por parceiros em uma estratégia parecida com a utilizada pelo Palmeiras.

As empresas teriam direito à exploração do local por 35 anos. A arrecadação da Lusa seria pela renda da bilheteria das partidas. Enquanto a Portuguesa não tiver o estádio pronto, as parceiras pagariam o aluguel de outro local para o clube mandar os jogos.

– A nova arena terá um desenho futurista. Será moderna, com visibilidade perfeita. Por não ser (com padrão) Fifa, se consegue fazer um estádio muito melhor. Além do estádio, tem que ter estrutura, com áreas sociais, restaurantes, salão para eventos. O que será feito será definido em conjunto – disse o arquiteto Daniel Fernandes, desenvolvedor do projeto.

O presidente da Lusa diz que serão necessários seis anos para tudo estar pronto. O primeiro passo é a aprovação do projeto no COF e no Conselho Deliberativo para então ser votado em assembleia pelos conselheiros do clube. Este processo duraria cerca de seis meses. Reuniões estão próximas de ser marcadas para agilizar a construção da nova sede da Portuguesa. Em meio a isto, a Lusa viabiliza o projeto com a prefeitura de São Paulo.

– Construir algo para avaliar o terreno para atrair investidores. O que será feito aqui será negociado direto com a prefeitura, que vai dizer o que aceita ou não. Já mostrou restrições. Não se pode verticalizar torres muito altas. O objetivo é chegar sempre nos 300 mil metros quadrados. Tem que saber sobre as restrições legais a gente atinge o potencial máximo do terreno – explica Alexandre Barros.

O principal ponto para que o projeto tenha se tornado público foi o encaminhamento de um acordo entre a Portuguesa e Gislaine Nunes. A advogada comanda um processo trabalhista que levou a área do clube à leilão no ano passado. Como agora o risco de se perder o terreno é bem menor, os investidores se sentirão atraídos pelo local, de acordo com análise da Lusa. A ideia é que os investidores do projeto do novo estádio ajudem a quitar a dívida.

O clube deve R$50 milhões a cinco jogadores que são clientes de Gislaine Nunes. Caso o acordo com ela seja sacramentado, a Lusa pagaria 250 mil reais mensais por seis anos, sem multas ou juros neste período. A Portuguesa disse que já depositou uma entrada de R$500 mil na conta de Gislaine. Mas a advogada nega.

– O acordo está alinhado. Estou disposta a fazer o acordo, mas ainda não recebi nada. Estou com muito boa vontade desde que cumpram aquilo que vai ser acordado – disse Gislaine Nunes.

O modo de pagamento pode mudar se o clube subir de divisões no Campeonato Brasileiro.

– Fizemos questão de vincular ao campeonato em que estivermos. Se estiver na Série B, pagará 450 mil por mês. Com o acesso à Série A, manteremos os 450 mil, mais um aporte de 5 milhões da cota de televisão. A Gislaine já bloqueava por mês cerca de 150 mil reais da Portuguesa, que vem da igreja, da churrascaria e das outras contas que cai. Só faltarão 100 mil por mês – completa Alexandre.

Fonte: http://globoesporte.globo.com/futebol/times/portuguesa/noticia/2017/01/portuguesa-mostra-pela-primeira-vez-o-projeto-do-novo-caninde.html

 



NOTÍCIAS RELACIONADAS
27/06/2017
Ilhas entre os destinos preferidos dos portugueses
27/06/2017
Brasília acolhe ciclo de música sinfônica portuguesa
27/06/2017
Volta a Portugal 2017 começa em Lisboa e termina em Viseu
26/06/2017
João Moutinho completa 100 jogos
26/06/2017
Pinacoteca de São Paulo abre exposição com mais de 100 obras de museu português
23/06/2017
Aprender todas as disciplinas com um projeto e um 'tablet' [Portugal]