home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

14/02/2017

Portugal apoia projetos de desenvolvimento rural na Comunidade dos países de Língua Portuguesa

Capoulas Santos disse que os trabalhos vão começar na próxima reunião do bloco lusófono, que se deverá realizar provavelmente em maio, no Brasil, que assegura atualmente a presidência rotativa da CPLP.

Portugal vai apoiar com 5 milhões de euros projetos de desenvolvimento rural nos países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

"Tive a oportunidade de anunciar que o Ministério da Agricultura decidiu alocar cinco milhões de euros das medidas de cooperação transnacional do nosso programa de desenvolvimento rural para desenvolver projetos com os países da CPLP para atingir os grandes objetivos que estão traçados na estratégia aprovada, que é combater a fome e a má nutrição, naturalmente através de projetos que ensinem a pescar e não que dê o peixe, como se costuma dizer", anunciou o ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural português em Uberaba, Capoulas Santos, no Brasil.

O ministro fez o anúncio durante a I Conferência Internacional da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) - "Desenvolvimento Económico e Erradicação da Pobreza Através da Agricultura", que decorre entre até amanhã, na cidade de Uberaba, no Estado brasileiro de Minas Gerais.

De acordo com o ministro, trata-se do "contributo português para a execução de ações concretas para atingir os objetivos que estão definidos" nas estratégias da CPLP.

"Nós iremos agora trabalhar com cada um dos países para a definição de prioridades e para a definição das regras, neste caso nos âmbitos nacionais e comunitários, que estão submetidas dentro do plano de desenvolvimento rural", afirmou Capoulas Santos.

Segundo o ministro, "foram adiantadas algumas hipóteses e cada um dos países já teve a oportunidade de avançar com as suas principais prioridades".

A conferência é uma iniciativa da CPLP, em parceria com a Câmara de Comércio e Indústria Brasil Moçambique (CCIBM), tendo o apoio do Governo brasileiro, dos países da CPLP, do Fundo das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), do Governo de Minas Gerais e de outras entidades públicas e privadas.



NOTÍCIAS RELACIONADAS
07/11/2017
António Costa: “Portugal é um ótimo sítio para investir”
07/11/2017
Investimento imobiliário em Portugal reforçado por mais 12 meses
07/11/2017
Há um ano foram ao Web Summit. O que é feito destas startups?
07/11/2017
Governo adota campanha “fortíssima” para atrair Agência do Medicamento
06/11/2017
É mais barato fazer faculdade em Portugal ou no Brasil?
06/11/2017
Organização da Web Summit está “convencida” a ficar em Portugal, diz Ana Lehman