home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

17/02/2017

Hotelaria na região Centro rendeu 228,5 milhões em 2016

As dormidas em hotelaria no Centro de Portugal renderam 228,5 milhões de euros em 2016, ano que foi hoje considerado pela Turismo do Centro como "o melhor de sempre para a atividade turística na região".

Com base em dados do Instituto Nacional de Estatística, a Turismo do Centro destaca o aumento das dormidas em hotelaria de cidadãos estrangeiros no Centro de Portugal, que cresceram 12,3%. Os cidadãos nacionais aumentaram também as suas dormidas em 7,9%.

No total global, as dormidas em 2016 no Centro de Portugal registaram um crescimento de 9,74%, ficando muito perto dos cinco milhões (4.943.896), número que subirá quando for contabilizada a atividade do turismo rural e das unidades de turismo local.

No mesmo período, os proveitos cresceram 13,65%, um valor superior ao aumento das dormidas, situação que a Turismo do Centro considera ser reveladora de que o destino está ser procurado por turistas de maior condição económica.

No total, as dormidas em hotelaria no Centro de Portugal renderam 228,5 milhões de euros, números muito animadores para os empresários.

"Estes números comprovam que a estratégia que definimos é a correta. O Centro de Portugal tem vindo a ganhar espaço como destino na perceção dos turistas, a nível nacional como internacional. É uma região que reúne condições ótimas para ser um destino atrativo, devido à sua grande diversidade de recursos turísticos e possibilidades de visita. É um território singular, único e ao mesmo tempo diversificado, capaz de atrair o turista mais curioso e exigente", sublinha Pedro Machado, presidente da Turismo Centro.

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com/economia/743281/hotelaria-na-regiao-centro-rendeu-228-5-milhoes-em-2016



NOTÍCIAS RELACIONADAS
24/04/2018
Vitalidade do sistema político tem sido preocupação do Presidente da República [Portugal]
24/04/2018
PSI20 sobe 0,30% em linha com ganhos das bolsas europeias [Portugal]
24/04/2018
Governo quer “com urgência” aumentar a oferta no arrendamento e desafia proprietários [Portugal]
20/04/2018
Presidente da República quer finanças públicas saudáveis “ao serviço das pessoas” [Portugal]
20/04/2018
Portugal foi exemplar nas reformas que permitem crescimento atual
20/04/2018
Human Rights Watch elogia Portugal por vencer a crise sem rejeitar a democracia