home > notícias

ASSOCIADOS

17/03/2017

PortoBay aumentou receita consolidada em 10 por cento no ano passado

O grupo PortoBay, com sede na Madeira, fechou o ano de 2016 com 867 mil dormidas realizadas nos seus 12 hotéis e com uma receita consolidada global 10% acima do ano anterior. Em Portugal, onde o grupo tem nove unidades (seis das quais na Madeira) os rendimentos operacionais tiveram um crescimento de 13%.

O grupo hoteleiro PortoBay, com sede na Madeira, com 12 unidades hoteleiras em Portugal e no Brasil, que traduzem 1.520 quartos, distribuídos nas categorias de quatro e cinco estrelas, fechou o ano de 2016 com 867 mil dormidas realizadas nos seus hotéis e com uma receita consolidada global 10% acima do ano anterior, alcançando os 78,3 milhões de euros.

Em Portugal, onde o grupo tem nove unidades – seis na Madeira, uma no Algarve e duas em Lisboa, os rendimentos operacionais foram de 65,5 milhões de euros, representando um crescimento de 13%.

 

No Brasil, onde PortoBay tem três unidades hoteleiras – Rio de Janeiro, São Paulo e Búzios – a receita operacional atingiu os 49 milhões de reais.

Taxa de ocupação de 93%

O grupo fechou o ano com uma taxa de ocupação média anual dos hotéis na Madeira de 93%, em linha com o ano anterior, para a qual contribuiu uma muito boa performance da estação de inverno 15/16.

No Algarve, a ocupação média anual subiu aos 80%, crescendo 7% face ao ano anterior, com igual contributo positivo da operação de inverno.

A consolidação em Lisboa do cinco estrelas PortoBay Liberdade aberto em 2015 e a nova abertura a meados de 2016 do quatro estrelas PortoBay Marquês correram acima das expetativas, nomeadamente ao nível da ocupação, sendo que este destino atingiu os 74%.

Ainda a referir que em 2016 verificou-se uma vez mais um aumento significativo na taxa de repetição de hóspedes em Portugal que atingiu os 38%, destacando-se o número recorde de repetentes na Madeira que subiu aos 44%.

Estes números alavancam-se no programa de fidelização do grupo – PortoBay Prestige, constituindo este um reconhecimento expressivo da experiência passada em unidades PortoBay.

O grupo mais premiado

O feedback dos hóspedes constitui um importante instrumento de gestão para PortoBay. Além do processo de recolha de mais de 19 mil testemunhos internos, o Global Reputation Index (GRI) do conjuntos dos hotéis do grupo é de 93%, tendo aumentado 1% face ao ano anterior. Este índice é resultante de cerca de 10 mil testemunhos efetuados online durante o ano de 2016, que se podem encontrar online, entre TripAdvisor, Booking.com, HolidayCheck, Facebook e outros.

Em resultado, recebeu cerca de 80 prémios e certificações atribuídas durante o ano de 2016, fazendo com que PortoBay Hotels & Resorts se consolide como o grupo hoteleiro português mais premiado internacionalmente. Estes galardões advêm dos vários players do mercado, quer dos maiores auditores de viagens mundiais – como o TripAdvisor, Trivago e HolidayCheck, quer de operadores turísticos online – como a Expedia ou a Booking, quer de operadores turísticos – como a TUI ou a Thomas Cook, quer de importantes auditores da restauração, nomeadamente o Guia Michelin. Este último atribuiu ao restaurante Il Gallo d´Oro duas estrelas Michelin.

PortoBay opera atualmente com 12 unidades hoteleiras: nove em Portugal (seis na ilha da Madeira, dois em Lisboa e um no Algarve) e três unidades no Brasil (Rio de Janeiro, Búzios e São Paulo) nos segmentos de 4 e 5 estrelas. Todos os hotéis são diferentes em termos de conceito, mas semelhantes na qualidade, com a garantia da marca PortoBay.

Fonte: http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/portobay-aumentou-receita-consolidada-em-10-por-cento-no-ano-passado-133482



NOTÍCIAS RELACIONADAS
18/08/2017
Passeio em São Paulo: 9 dicas de roteiros culturais para estrangeiros na cidade [BR-Visa]
17/08/2017
A Semana em Brasília [Souza Cescon]
17/08/2017
EDP Renováveis fecha novo contrato "de longo prazo" nos EUA [EDP]
15/08/2017
EDP São Paulo investiu R$ 60 milhões em melhorias no Vale do Paraíba e Litoral Norte em 2017 [EDP]
14/08/2017
Tribunal Superior do Trabalho decide que a lei que regulamentou a tercerização não se aplica a contratos encerrados antes da vigência da lei [Souza Cescon]
14/08/2017
Entenda as condições para asilo e refúgio no Brasil [BR-Visa]