home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

06/04/2017

Comércio luso-brasileiro dispara 70% em março

Trocas comerciais entre Portugal e o Brasil alcançaram em março o melhor resultado do ano, com um valor que também ficou acima de todos os meses do ano passado.

Petróleo alimentou 21% das exportações brasileiras para Portugal no primeiro trimestre.

Brasília - As trocas comerciais entre Portugal e o Brasil dispararam em março, crescendo 70% em comparação com o mês anterior. A corrente de comércio bilateral passou de US$ 87 milhões em fevereiro para US$ 147,6 milhões em março, segundo os dados mais recentes do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços do Brasil.

O registo de março é o mais elevado desde o início do ano e fica também acima de todos os registos mensais de 2016, incluindo os US$ 146 milhões transacionados entre os dois países em agosto, que foi o melhor mês do ano passado. Em março de 2016 a corrente de comércio luso-brasileiro tinha sido de US$ 91,8 milhões.

O crescimento no mês passado beneficiou de um comportamento positivo tanto nas exportações do Brasil para Portugal como nas vendas portuguesas para o mercado brasileiro. No primeiro caso houve um aumento de 149%, para US$ 85,8 milhões. No segundo caso o crescimento foi de 18%, para US$ 61,8 milhões.

Em ambos os sentidos da relação comercial março foi o melhor mês do ano, de acordo com os dados do governo brasileiro.

Em termos acumulados, o Brasil exportou para Portugal US$ 202,8 milhões ao longo do primeiro trimestre, mais 29% do que no mesmo período do ano passado. Em sentido inverso, Portugal exportou para o Brasil US$ 169 milhões de janeiro a março, com um crescimento de 13% em termos homólogos.

No conjunto do primeiro trimestre os produtos que o Brasil mais vendeu para o mercado português foram laminados de ferro e aço, com um contributo de 28%, seguidos de petróleo, com quase 21%. Uma exportação de aeronaves no valor de US$ 18 milhões foi o terceiro maior contribuinte no terceiro trimestre, com um peso de quase 9% nas exportações do Brasil para Portugal.

No que toca às importações brasileiras de produtos portugueses, no primeiro trimestre o maior contributo veio do azeite, com mais de 21%, seguido do bacalhau, com 14,5%, e dos componentes para aviões, com 12,2%. As pêras, com 7,5%, e o vinho, com mais de 5%, foram outros itens em destaque nas exportações lusas para o Brasil.  

Fonte: Portugal Digital



NOTÍCIAS RELACIONADAS
18/08/2017
Empresas portuguesas são as que pagam mais tarde
18/08/2017
Web Summit quer encontrar os projetos de sustentabilidade mais inovadores [Portugal]
17/08/2017
Marcelo promulga alargamento dos "vistos gold" mas alerta para "risco"
17/08/2017
Lisboa regista maior crescimento de rendas de comércio de rua na Europa
17/08/2017
“O Brasil é o principal destino da pera rocha portuguesa”
17/08/2017
Portugal com 37 fusões e aquisições em julho. Somam-se 12 mil milhões de euros este ano