home > notícias

MUNDO

10/04/2017

Lisboa abre centro internacional de investigação sobre água com parceiros do Brasil

Portugal terá um centro internacional para água (LIS-Water), que trabalhará com parceiros do mundo todo, inclusive do Brasil, para encontrar soluções e transmitir conhecimentos aos governos, sociedade civil e setor privado.

A agência Sputnik Brasil conversou com o coordenador do projeto, pesquisador do Laboratório Nacional de Engenharia Civil de Portugal (LNEC), Jaime Melo Batista, que explicou os objetivos do projeto financiado pela UE, com orçamento de 15 milhões de euros para os próximos sete anos.

"Será um centro de excelência, que pretende investigar as questões de serviços de água e saneamento, e da gestão desses serviços públicos essenciais. Hoje a água é um tema prioritário no mundo todo. A ONU declarou a água como uma das 17 prioridades de desenvolvimento sustentável. Assim apresentamos o projeto em Bruxelas e promovemos a abertura do centro em Lisboa", disse Batista.

"A ideia é realizar investigações e transmitir conhecimentos numa base internacional para quem realmente necessita dele. Agentes políticos, ministérios, governos, setores da administração pública, tomadores de decisões em geral, bem como profissionais do setor da água e indústria em geral. Vamos incentivar criação de startups no setor, intercâmbio de informação e solucionar as demandas da sociedade", explicou o especialista.

Segundo Jaime Melo Batista, o projeto é multidisciplinar e conta com parceiros do mundo todo.

"Esse projeto é muito inclusivo e está aberto à parcerias. Temos 40 parceiros nacionais e estrangeiros, que ajudaram a construir a proposta que apresentamos a Bruxelas. Temos como, por exemplo, o Instituto Brasileiro para o Desenvolvimento da Regulação com a Sociedade e Instituto Hidroambiental de Águas do Brasil, com se enquadram nesse conjunto das outras 40 entidades", revelou o interlocutor da agência.

O projeto tem repercutido na imprensa portuguesa e Luiz Alberto Cardoso de Mello, diretor da empresa Água Consultoria, concordou, em conversa com Sputnik Brasil, que o projeto é muio bem vindo.

"A situação da água é um medidor de como estão as questões relacionadas à saúde e à pobreza. Um grande problema do uso da água é que, desde a origem das civilizações, os povos se instalaram às margens dos rios e dos recursos hídricos. A partir daí surge a poluição, que nunca mais parou. Como hoje em dia existe a necessidade de gestão das águas por parte das instituições e do sistema político, é importante que existam estratégias nacionais e internacionais para isso. Esse centro internacional, que será instalado em Lisboa, é muito bem vindo, pois vai trazer novas possibilidades, novas tecnologias, equipamentos e soluções inteligentes para o uso da água. A ação conjunta no âmbito internacional vai possibilitar promover o uso sustentável da água. Especialmente no ambiente urbano, que é o que usa mais água e que também mais cria problemas para a sustentabilidade", destacou o consultor.

Fonte: Sputnik



NOTÍCIAS RELACIONADAS
18/08/2017
Descobrir o Brasil em Portugal (ou de como a primeira vez nunca se esquece)
18/08/2017
Descobrir Portugal, trilho a trilho
18/08/2017
Quatro filmes de produção e co-produção portuguesa no Festival de Cinema de Toronto
18/08/2017
Portugal não é branco, nem em primeiro lugar dos brancos"
17/08/2017
Portugal vai candidatar-se à organização do europeu de Maratona BTT
15/08/2017
Portugal vai levar 13 atletas aos mundiais