home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

19/04/2017

Cursos do Turismo de Portugal garantem emprego quase na totalidade

Em cada 100 alunos, 87% têm emprego. Alguns cursos têm total empregabilidade

Oitenta e sete de cada 100 alunos das escolas do Turismo de Portugal "têm emprego garantindo" e há cursos com total empregabilidade, como os relacionados com a cozinha, segundo o presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo.

Na véspera do Open Day (Dia Livre) que serve para captação de novos alunos para as 12 escolas do Turismo de Portugal, Luís Araújo referiu que cursos de cozinha e com componentes totalmente em inglês "têm 100% de empregabilidade".

Neste dia de portas abertas, as escolas terão como "melhores cartões de visita" a elevada taxa de empregabilidade e o "bom momento do Turismo em Portugal", acrescentou o responsável, notando ainda que o "esbatimento da sazonalidade e a valorização dos recursos humanos" levam os empresários a fixar os trabalhadores.

Sob o lema 'O teu futuro 5 estrelas está à espreita', o evento tem programações diferenciadas, mas, no geral, inclui "'workshops', apresentações, animações e é muito divertido e muito na perspetiva dos futuros alunos", garantiu Luís Araújo.

Na mira da captação estão os jovens de nível quatro (dos 17 aos 19 anos), e os de quinto nível (pós 12.º ano). Nas escolas decorre também formação contínua a pessoas que já estão no mercado de trabalho.

Segundo Luís Araújo, a partir de outubro começam cursos "adaptados a novas realidades, com uma componente muito mais forte de 'soft skills', que tem a ver com comunicação, 'storytelling' (contar histórias), aulas de teatro e de dança associadas a cursos mais técnicos".

"Acreditamos e temos o 'feedback' (retorno de todos os empresários de que é isto de que precisam: mais idiomas, mais interação com o consumidor. E vamos ter um curso novo de turismo cultural e de património, que juntamente com o turismo de ar livre, são vertentes a que queremos dar a tónica", disse à Lusa.

Ao abrigo de programas de intercâmbio, a escola de Lamego recebeu no ano passado 20 estudantes chineses para estudarem vinhos e gastronomia, estando previsto para o início de maio uma formação idêntica para um grupo de 14 estudantes de Goa (Índia) em Lamego e Setúbal.

Os alunos portugueses terão oportunidade também de se deslocar para escolas internacionais.

Fonte: Diário de Notícias



NOTÍCIAS RELACIONADAS
07/11/2017
António Costa: “Portugal é um ótimo sítio para investir”
07/11/2017
Investimento imobiliário em Portugal reforçado por mais 12 meses
07/11/2017
Há um ano foram ao Web Summit. O que é feito destas startups?
07/11/2017
Governo adota campanha “fortíssima” para atrair Agência do Medicamento
06/11/2017
É mais barato fazer faculdade em Portugal ou no Brasil?
06/11/2017
Organização da Web Summit está “convencida” a ficar em Portugal, diz Ana Lehman