home > notícias

MUNDO

02/05/2017

Daniel. Depois de 30 anos de sucesso no Brasil, o salto para Portugal

O cantor brasileiro Daniel conta com mais de 30 anos de carreira e vem apresentar-se ao público português nos dias 1, 3 e 4 de maio, no Coliseu do Porto, Casino da Figueira e Coliseu de Lisboa, respetivamente.   

Daniel. O nome pode não ser muito conhecido do público português mas é incontornável no Brasil, tendo este cantor mais de 30 anos de carreira ligados ao sertanejo e ao romantismo. Agora, Daniel resolveu abrir os horizontes e dar a conhecer a sua música na Europa, com um foco maior em Portugal, onde ainda tem família.

Em entrevista ao Notícias ao Minuto, o artista revela estar “muito feliz por estar começar uma história diferente” no país irmão, até porque “mostrar música para pessoas que não conhecem e dar espetáculos em lugares onde nunca esteve dá muito prazer”.

“São mais de 32 anos de história e de música e agora está a começar uma nova história em Portugal, com este novo álbum que lancei no Brasil em setembro do ano passado”, explicou o artista que detém um Grammy Latino.

Daniel acredita que “tudo tem um momento certo” e que esta chegada a Portugal não vem tarde. Com mais de 13 milhões de discos vendidos, o brasileiro garante ainda que não falta inspiração para dar continuidade à sua carreira. “A música transmite-nos vontade de cantar e de que a nossa música faça bem a outra pessoa, para mudar algo na vida de alguém”, frisou, mostrando que é isso que o move.

Eu tenho a minha carreira e a minha música como uma missão divina, somos mensageiros de paz, de felicidade, de alegria e essa vontade ainda existe e está muito aflorada dentro do meu coração e da minha mente

Analisando a concorrência, principalmente mais jovem, que vai existindo no mercado da música sertanejo, Daniel explica que se trata de uma “disputa muito leal”, em que se exige o melhor de cada cantor, mas nada que prejudique a arte.

Nesta senda de adaptação, o artista falou ainda sobre a passagem para a música digital e frisou que teve de se adaptar, mostrando que a pode usar “a seu favor” e facilitando o contacto com o seu público.

Fonte: Notícias ao Minuto
 



NOTÍCIAS RELACIONADAS
15/10/2018
São portuguesas e foram "extraordinárias" no seu tempo. Sabe quem são?
15/10/2018
Uma das Sete Maravilhas do Mundo, Cristo Redentor completa 87 anos
15/10/2018
CAV de Coimbra explora tema do trabalho em nova exposição
15/10/2018
Associação Aldeias Históricas de Portugal promove cimeira internacional de turismo inédita
15/10/2018
'Foi Deus' é a canção portuguesa mais votada para o primeiro Cancioneiro da UE
15/10/2018
Uma 'antologia mínima' para descobrir ou redescobrir Fernando Pessoa