home > notícias

MUNDO

08/05/2017

Se as pesquisas no Google contassem, Portugal seria um conquistador na Eurovisão

Se os países votarem com base no seu histórico da Internet, Portugal conquista o melhor lugar de sempre no Top 5 dos favoritos à vitória do concurso internacional.

E se as pesquisas no Google fossem utilizadas para dar pontos na Eurovisão? Quem chegaria à final e que conquistaria o festival? As perguntas são colocadas pelo próprio Google, que olhou para as pesquisas feitas na última semana pelos países que participam no festival. No concurso em que não só a música pesa na escolha do vencedor, os números tentam antecipar quem irá subir ao palco na final de dia 13 de Maio. Dos 42 concorrentes apenas 26 países chegarão à última fase, depois de conseguirem passar a fase das semi-finais, que se realizam a 9 e 11 de Maio.

Se as pesquisas definissem quem subirá ao palco dia 13, Portugal estaria na final, como 5.º classicado na corrida à vitória, com 210 pontos.

Em Portugal, a actuação mais pesquisada nos últimos sete dias é a de Salvador Sobral. Para além do representante lusitano, os portugueses estão também curiosos em relação ao concorrente espanhol, Manel Navarro. O músico espanhol já esteve em Portugal, onde foi entrevistado no programa da RTP 5 Para a meia-noite. Os dois rivais ibéricos também estiveram juntos num programa espanhol, onde partilharam o palco e cantaram juntos a canção que Espanha leva à Eurovisão. E se em Portugal o segundo mais procurado é Manel, em Espanha, a tendência inverte-se. Sem surpresas, Salvador é o segundo mais pesquisado no país vizinho.

A actuação de Salvador Sobral é, curiosamente, a mais pesquisada na outra ponta da Europa. Na Estónia, a música portuguesa mais pesquisada na última semana, mais até do que a canção que representará o país, que perde até o segundo lugar para a música da Suécia. Salvador Sobral é também o segundo concorrente mais pesquisado na Dinamarca e na Letónia. Os resultados de todos os países podem ser consultados neste mapa interactivo.

A actuação de Portugal foi a mais pesquisada na Estónia, ultrapassando até a música que o país levará a Kiev DR

Para além da análise à pesquisa dos países participantes, o Google analisou a atenção global que a Eurovisão está a ter. Os números são organizados num mapa interactivo que olha para a evolução da pesquisa das músicas ao longo do dia. Portugal era, esta sexta-feira pelas 21h30, o sexto país com a actuação mais pesquisada mundialmente. A posição não surpreende, uma vez que Salvador Sobral tem conquistado a atenção da imprensa internacional. O barómetro da pesquisa pode ser consultado em tempo real aqui. Esta quinta-feira o jornal britânico Metro escrevia que "o mundo está a apaixonar-se pela melhor canção portuguesa de sempre na Eurovisão”

E se a curiosidade é muita, o que importa, no final, é a pontuação atribuída por cada país, quer pela sua prestação musical e actuação em palco, quer por, atiram alguns fãs, razões políticas que definem o apoio dado a cada país.

Sem grandes surpresas, de acordo com os números estimados pelo Google, a pontuação máxima dos portugueses será entregue a Espanha. Seguem-se França (10 pontos), Itália (8 pontos), Finlândia (7 pontos), Bélgica (6 pontos), Suécia (5 pontos), Irlanda (4 pontos), Austrália (3 pontos), Bulgária (2 pontos) e Alemanha (1 ponto).

Se as previsões do Google se confirmassem, Espanha, Estónia, Finlândia, Dinamarca, Letónia, Montenegro dariam a Portugal a sua votação máxima: 12 pontos. Salvador conquistaria depois a Noruega e Hungria, países dos quais se esperam uma dezena de pontos de cada. Segue-se a França (8) e a Grécia, Irlanda, Alemanha, República Checa, Austrália e Sérvia, com sete pontos.

Os mesmos cálculos estimam que a Áustria, Bélgica, Moldávia e Croácia dariam seis pontos. Suécia, Islândia, Reino Unido e Roménia devem atribuir cinco pontos. Da Suíça e Bulgária deverão chegar quatro pontos. Seguem-se a Bielorrússia, Lituânia, Polónia e Chipre, que, de acordo com o histórico de pesquisas, irão atribuir uma votação de três pontos. Itália deverá votar com dois pontos. Azerbaijão e Holanda são mais modestos e deles Portugal não deverá esperar mais do que a pontuação mínima: um ponto.

Quem não se deixou - aparentemente - conquistar pela música Amar pelos dois foi a Ucrânia, o país que recebe este ano o festival, e, que pelas pesquisas, não deverá votar em Portugal.

Fonte: Público.PT



NOTÍCIAS RELACIONADAS
18/12/2018
Vieira de Leiria recebe exposição com artistas de 49 países
18/12/2018
Equipa do Porto usa impressão 3D para criar recifes no Atlântico
18/12/2018
Filmes brasileiros são selecionados para a mostra Panorama do Festival de Berlim
18/12/2018
Mosteiro de Alcobaça vai ter obras de um milhão de euros
18/12/2018
Há um museu português nomeado para o Prémio de Museu Europeu do Ano
18/12/2018
Startup portuguesa cria sistema para aeronaves que pode salvar vidas