home > notícias

MUNDO

06/06/2017

Portugal e Brasil unidos pelos Caminhos de Ferro lançam livro em Santarém

Uma comitiva de brasileiros e elementos portugueses ligados à ferrovia, vão estar na cidade do Entroncamento, Distrito de Santarém, no dia 9 de junho, para o lançamento do 9º. Volume da série “Meu Pai foi Ferroviário – Memória dos trabalhadores da estrada de ferro”. O livro, publicado no Brasil, teve este volume para Portugal coordenador por Jorge Trigo e Daniela Carmona.

A série relata experiências vividas por profissionais que trabalharam na construção e manutenção das estradas de ferro do Brasil, procurando resgatar as reminiscências daqueles que ajudaram a escrever a história da Companhia Paulista e da cidade de Jundiaí. A obra, composta por vários volumes, é organizada por Eusébio Pereira dos Santos, diretor da Associação de Preservação da Memória da Companhia Paulista, uma companhia ferroviária brasileira que se situava no Estado de São Paulo, e colaborador do Museu da Companhia.

A obra brasileira estendeu-se agora a Portugal, através do desafio feito e aceito pelo escritor Jorge Trigo. Este volume é dedicado a ferroviários portugueses cujos filhos se disponibilizaram a escrever sobre eles. Os homenageados, embora tenham trabalhado em vários locais do país, têm uma profunda ligação com Entroncamento, bem como os seus familiares mais diretos.

O volume foi coordenado por Trigo, um entusiasta e investigador do Caminho de Ferro, e por Daniela Carmona, técnica do Arquivo da Câmara Municipal do Entroncamento, filha de um ferroviário. O livro tem o apoio e a colaboração da Associação de Amigos do Museu Nacional Ferroviário.

A obra irá ser lançada às 17h 30 no Museu Nacional Ferroviário, um museu único em Portugal e com uma coleção mais diversificada e mais rica do que outros museus ferroviários na Europa. Destacam-se as duas joias do patrimônio ferroviário português — o comboio real, o único completo na Europa, e o comboio presidencial.

O grupo brasileiro é constituído por escritores da editora brasileira “In House”, entre eles Carmem Sílvia Pereira, professora, atriz e diretora de produções teatrais, Márcio Martelli, editor, escritor e contador de histórias, George André Savy, escritor de romances e temas sociais e Dalton Luiz Sibinel, advogado e poeta.

A comitiva deve chegar de comboio e cumprirá um programa estabelecido para todo o dia que inclui uma visita e reunião com a direção da Associação de Amigos do Museu Nacional Ferroviário, uma recepção e visita aos Paços do Concelho do Entroncamento, passeio e visitas culturais à cidade e uma visita ao Museu Nacional Ferroviário.

A iniciativa que une Brasil e Portugal é da Câmara Municipal do Entroncamento, do Museu Nacional Ferroviário e da Associação de Amigos do Museu.

Fonte: Mundo Lusíada



NOTÍCIAS RELACIONADAS
15/10/2018
São portuguesas e foram "extraordinárias" no seu tempo. Sabe quem são?
15/10/2018
Uma das Sete Maravilhas do Mundo, Cristo Redentor completa 87 anos
15/10/2018
CAV de Coimbra explora tema do trabalho em nova exposição
15/10/2018
Associação Aldeias Históricas de Portugal promove cimeira internacional de turismo inédita
15/10/2018
'Foi Deus' é a canção portuguesa mais votada para o primeiro Cancioneiro da UE
15/10/2018
Uma 'antologia mínima' para descobrir ou redescobrir Fernando Pessoa