home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

12/06/2017

Portugal e Brasil estão unidos pela alma, diz Marcelo

Para o Presidente da República a união de alma entre Portugal e Brasil é algo que resiste às mudanças políticas e que é resultado do património acumulado por muitas gerações.

Foto: Paulo Novais/Lusa

No Teatro Municipal de São Paulo, e perante portugueses e luso - descendentes, uma das mensagens centrais do Presidente da República passou por dizer que Portugal e o Brasil estão "unidos pela alma" e que isso transcende os episódios da política ou da vida económica em cada um dos países.

Marcelo diz que Portugal e Brasil estão unidos pela alma.
Neste ponto, Marcelo Rebelo de Sousa referiu-se à história da sua própria família, com constantes mudanças de vida entre Portugal e o Brasil - "uma história comum a centenas de milhares de famílias, que vivem como se tivessem uma só pátria".

O Presidente da República lembrou a ligação familiar que o une ao Brasil.
Sem qualquer referência à atual conjuntura política brasileira, o Presidente da República concluiu em síntese: "Podem mudar as políticas, mais para a esquerda, mais para a direita ou mais para o centro, podem mudar as sensibilidades e os tempos, mas continua aquilo que nos une: a alma", apontou.

Para Marcelo Rebelo de Sousa, une Portugal e o Brasil "um património comum, feito geração após geração, pelo trabalho e pelo esforço".

O Chefe de Estado deixou também uma mensagem de "gratidão" aos brasileiros, afirmando que "Portugal é aquilo que é hoje graças ao Brasil".

O Presidente da República português esclareceu hoje que esteve previsto um encontro, a pedido do seu homólogo brasileiro, em que participaria também o primeiro-ministro português, mas que foi cancelado por "um problema no programa" de Michel Temer.

Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa estão em São Paulo e Rio de Janeiro este fim - de - semana para comemorar o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades.

Este domingo, o Presidente da República e o primeiro-ministro viajam entre São Paulo e o Rio de Janeiro, no âmbito das comemorações do 10 de junho, num avião militar da Embraer, o KC-390, que substituirá os C-130.

A resolução para a aprovação do processo de aquisição de cinco aeronaves KC-390, no qual a indústria aeronáutica tem participação no projeto de produção, foi aprovada em Conselho de Ministros na passada quinta-feira.

O novo avião será apresentado internacionalmente na próxima terça-feira em Paris.

Fonte: TSF PT



NOTÍCIAS RELACIONADAS
15/10/2018
Lisboa prevê investir 37 milhões de euros em habitação no próximo ano [Portugal]
15/10/2018
Atenção, startups. Câmara de Lisboa vai dar 30 bilhetes para o Web Summit [Portugal]
15/10/2018
Moody’s eleva rating de Portugal e país volta a ser grau de investimento [Portugal]
15/10/2018
Portugal tem a «confiança, reconhecimento e credibilidade» dos mercados internacionais [Portugal]
15/10/2018
Brasil está bem para resistir a choques, diz Goldfajn para FMI [Brasil]
15/10/2018
Comércio varejista cresce 1,3%, diz pesquisa do IBGE [Brasil]