home > notícias

ASSOCIADOS

22/06/2017

Aproveitamento do ágio com base no regime da Lei 9.532/97 encerra-se no fim do ano [Souza Sescon]

Lei 12.973/14 representa um marco importante para a legislação fiscal federal, notadamente para a determinação das bases de cálculo do IRPJ, da CSLL e das contribuições ao PIS e à COFINS. Entre outras disposições, a nova lei disciplinou o tratamento fiscal aplicável às diversas alterações contábeis que resultaram da harmonização da norma contábil brasileira aos padrões internacionais de contabilidade, provocando mudanças significativas nos critérios para o reconhecimento e a forma de mensuração de ativos, passivos, receitas, custos, despesas e, por consequência, no lucro das empresas.

Na maioria dos casos, a opção da lei foi pela manutenção da neutralidade fiscal.

No que diz respeito, no entanto, ao reconhecimento, alocação e amortização de ágios (ou deságios por compras vantajosas) reconhecidos em razão da aquisição de participações societárias, a nova lei optou por modificar o tratamento fiscal, aproximando a sua quantificação para fins fiscais aos critérios de mensuração adotados contabilmente.

Leia na íntegra aqui.

Fonte: Souza Sescon

 



NOTÍCIAS RELACIONADAS
20/03/2019
IOF-câmbio: recursos mantidos no exterior (solução de consulta 246) [Chiarottino e Nicoletti Sociedade de Advogados]
20/03/2019
Dados digitais: o que é feito com nossas informações na internet quando morremos? [Opice Blum]
20/03/2019
São Paulo recebe exposição de artesanato português contemporâneo [Cunha Vaz]
20/03/2019
EDP nas Escolas vai beneficiar 1.900 alunos em São Paulo [EDP]
20/03/2019
André Jordan Group firma parceria com a Oaktree [Belas Clube]
20/03/2019
Da desconsideração da personalidade jurídica e a Reforma Trabalhista [Franco Advogados]