home > notícias

MUNDO

29/08/2017

Oceanário de Lisboa eleito o melhor do mundo

O TripAdvisor voltou a eleger o aquário português como o melhor do mundo. O Oceanário já tinha recebido este prémio em 2015.

O Oceanário de Lisboa voltou a ser reconhecido como o melhor aquário do mundo pelo Traveler’s Choice do TripAdvisor.

O portal de viagens e de turismo apresentou o Top 10 dos melhores aquários em 2017 e, depois de uma análise à qualidade do serviço e à quantidade de opiniões dos utilizadores, o Oceanário ficou com o primeiro lugar.

No ano passado, o Oceanário de Lisboa foi visitado por mais de 180 nacionalidades que partilharam a sua experiência no site do TripAdvisor. Das quase 29 mil avaliações feitas no portal até hoje, aproximadamente 18 mil têm a classificação de “Excelente” e posicionam este aquário em primeiro lugar das 429 experiências a viver em Portugal.

“Ótimo sítio para famílias”, “Magnífico!”, “Se gostam de animais marinhos, não podem perder esta visita!”, são alguns dos comentários que se pode ler no TripAdvisor do Oceanário de Lisboa.

Com 19 anos de existência e mais de 20 milhões de visitantes, é uma das muitas atrações turísticas nacionais.

Verifique o Top 10:

1. Oceanário de Lisboa (Portugal)
2. Ripley’s Aquarium Of Canada (Canadá)
3. Georgia Aquarium (EUA)
4. Oceanografic València (Espanha)
5. Ripley’s Aquarium of the Smokies (EUA)
6. Monterey Bay Aquarium (EUA)
7. Dubai Aquarium & Underwater Zoo (Emirados Árabes Unidos)
8. Acquario di Genova (Itália)
9. Tennessee Aquarium (EUA)
10. Vancouver Aquarium (Canadá)

Fonte: Portugal Global



NOTÍCIAS RELACIONADAS
17/07/2018
Pelos labirintos de Fernando Pessoa
17/07/2018
Prêmio da Música Brasileira divulga lista dos indicados deste ano
17/07/2018
Isabel Minhós Martins é finalista de prémio literário norte-americano
17/07/2018
Summer Campus da Universidade do Algarve: uma experiência para a vida de dezenas de brasileiros
17/07/2018
Companhia de Dança quer Viseu como foco privilegiado de formação
17/07/2018
Algés volta a ser palco do NOS Alive nos próximos cinco anos