home > notícias

ASSOCIADOS

26/09/2017

Em três meses aterraram 16 milhões de passageiros em Portugal [TAP]

Nos meses de junho, julho e agosto, o movimento de passageiros nos aeroportos portugueses foi superior em 11,55%, representando um aumento de mais dois milhões de passageiros do que no período homólogo.

Os aeroportos nacionais aumentaram o número de passageiros entre junho e agosto deste ano, relativamente ao período homólogo. Em 2017 entraram em Portugal mais dois milhões turistas do que no ano passado, passando de 14 milhões para 16 milhões, segundo dados que o Diário de Notícia teve acesso, e publicados na edição desta manhã.

Este aumento está em parte atribuído aos bons números da TAP Air Portugal, que tem conseguido bater os máximos de passageiros. O aumento de entrada de passageiros em Portugal é também resultado do “investimento no mercado da América do Norte, abertura de novas rotas [aeroporto de JFK, em Nova Iorque e Boston, e Toronto, Canadá – este ano], mas também pelo forte investimento na promoção de Portugal no estrangeiro”, disse fonte oficial da transportadora aérea nacional ao DN.

A subida do número de passageiros a aterrar em Portugal tem sido constante nos últimos anos. Em 2014 foram 35 milhões, em 2015 foram cerca de 40 milhões, e no ano passado esse número ultrapassou os 44 milhões.

O máximo de movimento registado no Aeroporto Humberto Delgado ocorreu no dia 17 de julho, quando foram controladas 666 aterragens e descolagens. O recorde anterior pertencia ao dia 25 de maio de 2014, o dia seguinte à final da Liga dos Campeões, entre o Real Madrid e o Atlético de Madrid: 650 movimentos registados.

Fonte: Portugal Global



NOTÍCIAS RELACIONADAS
06/11/2018
Os desafios do sistema tributário para empreendedores [PWC]
06/11/2018
Brasileiros expatriados em Portugal passam a contar com programa especial de seguros [MDS]
06/11/2018
EDP leva carteira com 45 milhões de euros para startups que se destaquem na Web Summit [EDP]
06/11/2018
Izirepair é a grande vencedora do NORS Digital Disruptors [NORS]
06/11/2018
Compliance, sanções e perdas financeiras [Franco Advogados]
06/11/2018
Morar em Chaves: seu refúgio e tranquilidade em Portugal [Nacionalidade Portuguesa]