home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

29/09/2017

Lisboa é a 2.ª cidade europeia que mais cresceu em termos de visitantes internacionais

De acordo com a edição deste ano do “Global Destinations Cities Index” da Mastercard, Lisboa foi a segunda cidade europeia que mais cresceu em termos de visitantes internacionais, desde 2009. Entre 2009 e 2016, o número de visitantes internacionais que dormem em Lisboa cresceu em média 10,2%, um valor ao qual corresponderam, no último ano, despesas globais no valor de 1,8 mil milhões de euros.

Em termos de previsão para 2017, Lisboa também ocupa o segundo lugar do top de cidades de destino ao nível europeu em termos de crescimento do número de visitantes (5,8%) depois de Barcelona. Já no que respeita ao nível do crescimento do volume global de despesas feitas por turistas, Lisboa partilha um terceiro lugar (5,5%) com Madrid (5,5%), a seguir a Amesterdão (8,6%) e Barcelona (6,9%) .

No ranking global, Lisboa subiu quatro posições este ano, ocupando o 33.º lugar em visitantes internacionais overnight (37.º no último ano). Citado em comunicado, Paulo Raposo, responsável da MasterCard em Portugal, afirma que “os dados vêm corroborar que Lisboa está mais na moda que nunca e que se tem vindo a catapultar como destino turístico de preferência junto de um número crescente de visitantes internacionais”. “Esta realidade, além de evidentes vantagens em termos económicos e de emprego, traz-nos desafios acrescidos num conjunto diversificado de domínios de vão do alojamento, à mobilidade na urbe, até à qualificação da oferta, elemento basilar para que os efeitos positivos gerados pelo valor económico que tem vindo a ser gerado sejam sustentados”, acrescenta.

O índice apresenta o ranking das 132 principais cidades turísticas de destino tendo por base o volume de visitantes internacionais em 2016, o volume de despesas deste tipo de visitantes internacionais e a previsão de crescimento para 2017. A análise apresenta, por isso, uma perspectiva sobre as cidades de destino com o crescimento mais rápido, permitindo ainda perceber quais as principais motivações na origem das despesas realizadas por viajantes nas várias cidades destino.

Fonte: Ambitur



NOTÍCIAS RELACIONADAS
23/05/2018
Presidente da República apoia reforma "quanto antes" do Tribunal de Contas [Portugal]
23/05/2018
Desemprego pode cair na América Latina pela 1ª vez em quatro anos [Brasil]
23/05/2018
Ibovespa tem sessão de recuperação e sobe 1,13% [Brasil]
23/05/2018
Angela Merkel visita Portugal nos dias 30 e 31 deste mês [Portugal]
18/05/2018
Novo embaixador de Angola em Portugal prioriza consolidação das relações de cooperação [Portugal]
18/05/2018
Portugal XXI: o futuro de Portugal discute-se este sábado em Cascais [Portugal]