home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

16/10/2017

Exportação aumenta a bom ritmo mas falta mão-de-obra

O secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, disse ontem, em Aveiro, que a internacionalização da economia portuguesa será, provavelmente, um dos poucos pontos em que há um “profundo consenso” quanto à sua prioridade política.

Palavras proferidas na sessão de encerramento do Congresso Internacional de Negócios, promovido pela Associação Industrial do Distrito de Aveiro (AIDA), que teve lugar ontem, integrado no programa do TechDays, que decorre no Parque de Feiras e Exposições de Aveiro até ao final do dia de hoje.

Perante um auditório repleto de empresários, investidores e empreendedores, mas também de responsáveis por entidades e associações empresariais, o governante afirmou que as exportações têm vindo a crescer praticamente todos os anos “acima do PIB [Produto Interno Bruto]”, tendo o seu contributo “puxado pela economia portuguesa”. No entanto, lamentou que metade dessas empresas exportem apenas para um país e que 70% exporte “menos de um milhão de euros por ano”, tratando-se, na grande maioria, de micro-empresas. “Desde que saí da direcção da AICEP [Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal] até agora – para espanto meu – o número de empresas exportadoras é o mesmo, porque se muitas são criadas, outras encerram. Temos, portanto, muito trabalho para fazer”, disse.

Fonte: Portugal Digital



NOTÍCIAS RELACIONADAS
17/04/2019
"A ascensão improvável": Pastel de Nata dá que falar lá fora [Portugal]
17/04/2019
Hotéis do Porto e Norte com ocupação acima dos 80% na Páscoa [Portugal]
17/04/2019
Intenção de compra na Páscoa cresce em relação a 2018, diz Boa Vista [Brasil]
17/04/2019
AICEP lança 'site' com inteligência artificial para ajudar empresas [Portugal]
17/04/2019
Dia Mundial do Café homenageia bebida mais popular para o brasileiro [Brasil]
17/04/2019
Portugal é o maior consumidor de vinho do mundo [Portugal]