home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

20/10/2017

Correios de Portugal e do Brasil firmam parceria para potenciar ecommerce entre dois países

Os Correios de Portugal (CTT) e do Brasil (ECT – Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) assinaram dois acordos para melhorar os serviços de envio de encomendas que operam entre os dois países.

As duas empresas vão reduzir as condições de remuneração praticadas entre si, viabilizando o lançamento de ofertas de correio expresso “premium” mais competitivas para clientes de comércio eletrónico. As ofertas beneficiam os negócios que enviam encomendas entre os dois países através dos serviços EMS e PRIME EXPRÈS (Correio Azul Internacional Prime).

A nível logístico, a parceria entre as duas operadoras confere “informação de melhor qualidade” sobre os fluxos entre Portugal e Brasil, o que permitirá a “otimizar as previsões de entregas fornecidas a clientes e destinatários”.

Por ocasião da celebração dos acordos, Francisco de Lacerda, presidente executivo dos CTT, diz que “o comércio eletrónico é, a par dos serviços bancários e financeiros, um dos eixos estratégicos de desenvolvimento” da operadora portuguesa. Guilherme Campos, presidente da ECT, concorda que “o acordo visa melhorar a experiência de quem compra e vende online”.

Os CTT contam com uma rede de 4297 lojas, das quais 615 próprias, 1724 em parceria, 1958 postos de venda de selos e 4202 agentes Payshop. Em 2016, obtiveram rendimentos operacionais de 695,1 milhões de euros e um resultado líquido de 62,2 milhões de euros.

A empresa transportou 780,2 milhões de objetos de correio endereçado em 2016, a que se juntaram 497,8 milhões em correio não endereçado e 26,9 milhões de correio expresso e encomendas (14,6 milhões em Portugal e 12,3 milhões em Espanha).

Fonte: Hipersuper



NOTÍCIAS RELACIONADAS
16/01/2019
Comércio varejista cresce 2,9% de outubro para novembro, diz IBGE [Brasil]
16/01/2019
Cafeicultores brasileiros querem acordo com União Europeia [Brasil]
16/01/2019
Fosun diz que Portugal < acolhe bem > o investimento chinês [Portugal e China]
16/01/2019
Economia brasileira continua recuperação e PIB aumenta para 2,4% [Brasil]
16/01/2019
Chineses investiram 10 mil milhões de euros em Portugal em 2018 [Portugal e China]
16/01/2019
Fundo privado português de 46 milhões vai investir em 'startups' [Portugal]