home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

16/01/2018

Vila Galé investe 80 ME na abertura de 4 hotéis em Portugal e um no Brasil até 2019

O Grupo Vila Galé vai investir mais de 80 milhões de euros na abertura de quatro novos hotéis em Portugal e um no Brasil até 2019, criando 100 empregos no mercado nacional e 450 no brasileiro.

Num encontro com os jornalistas hoje, o administrador do grupo, Gonçalo Rebelo de Almeida, disse que em 2018 - ano em que o Vila Galé vai celebrar o seu 30.º aniversário - vão inaugurar três hotéis: em Sintra, Braga e outro no Brasil.

O primeiro a abrir portas deverá ser o Vila Galé Sintra, que tem inauguração agendada "para 25 de abril" de 2018, tal como a Lusa já tinha antecipado, "representando um investimento de 25 milhões de euros".

Esta unidade, segundo o grupo, "vai diferenciar-se pelo seu conceito inovador na área da saúde e bem-estar, pensado para famílias. Terá, por exemplo, um revival 'spa' com várias valências médicas, opções de alimentação 'gourmet light' e programas antienvelhecimento, para deixar de fumar ou anti-stress, entre outras". Contempla um hotel apartamento de quatro estrelas e dez blocos de apartamentos turísticos. Terá 77 quartos duplos, 44 T0, 15 T1, 36 T2 e 12 T3.

A segunda unidade a ser inaugurada será o Vila Galé Collection Braga, num investimento de seis milhões de euros, com "abertura prevista para maio", referiu o administrador. Este hotel, também de quatro estrelas como o de Sintra, resultará da reabilitação do complexo do antigo hospital de São Marcos e terá 127 quartos.

Ainda este ano, com "abertura prevista para setembro", será inaugurado no Brasil, o Vila Galé Touros, no estado brasileiro do Rio Grande do Norte, num investimento previsto de 150 milhões de reais (cerca de 38,3 milhões de reais ao câmbio atual), segundo Gonçalo Rebelo de Almeida. Esta unidade de cinco estrelas terá 514 quartos e, por exemplo, cinco restaurantes.

Com a entrada em funcionamento destas três unidades, este ano, segundo o Grupo, o Vila Galé criará, "pelo menos, 100 postos de trabalho em Portugal e outros 450 no Brasil".

No entanto, o grupo tem ainda mais dois projetos em carteira, já em desenvolvimento, e ambos com abertura prevista para 2019: o Vila Galé Elvas, que resultará da reabilitação do antigo convento de São Paulo, num investimento de cinco milhões de euros, e o Vila Galé Serra da Estrela, em Manteigas, que será o primeiro hotel de montanha da cadeia e que aguarda um último parecer da Direção Geral de Energia e Geologia. Para esta última unidade, "o investimento previsto é também de seis milhões de euros", disse hoje o administrador.

Gonçalo Rebelo de Almeida realçou ainda "o plano de renovação de algumas unidades hoteleiras que o grupo costuma realizar nesta altura do ano", no qual tem previsto aplicar mais cinco milhões de euros nas suas unidades em Portugal, sendo que a obra no Vila Galé Ampalius, em Vilamoura, é a maior em curso.

Entre as novidades para 2018, o administrador destacou ainda a expansão das pizzarias artesanais Massa Fina. Depois da estreia este ano no Estoril e na Praia da Galé, em Albufeira, o novo conceito do grupo chega este ano aos hotéis Vila Galé Lagos e Vila Galé Ampalius.

Questionado se o grupo admite abrir mais restaurantes fora do âmbito das suas unidades hoteleiras, Gonçalo Rebelo de Almeida respondeu afirmativamente, lembrando, no entanto, que no hotel do Estoril, por exemplo, "o Massa Fina já é virado para a rua" e que "o hotel tem outro restaurante lá dentro", o que irá acontecer também no Ampalius em Vilamoura.



NOTÍCIAS RELACIONADAS
19/09/2018
Cerca de 120 investidores brasileiros participam em Missão empresarial a Portugal [Brasil-Portugal]
19/09/2018
BNDES lança edital para fundo de R$ 500 milhões em infraestrutura [Brasil]
19/09/2018
Economia cresce 0,57% em julho e tem 2º mês seguido de alta, aponta BC [Brasil]
19/09/2018
Universidades de Lisboa e Porto entre as 100 melhores na empregabilidade [Portugal]
19/09/2018
Jornal de Angola destaca "nova era" nas relações com Portugal [Portugal-Angola]
19/09/2018
AEP lança 5.ª feira em Bragança plataforma de suporte ao investimento no Norte [Portugal]