home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

22/01/2018

Endividamento da economia portuguesa desce pelo terceiro mês

Depois do máximo de sempre fixado em Agosto, próximo dos 725 mil milhões de euros, o endividamento da economia portuguesa desceu em Novembro pelo terceiro mês consecutivo, reflectindo a descida da dívida pública e os reembolsos ao FMI.

 

Banco de Portugal revelou esta segunda-feira, 22 de Janeiro, que o endividamento do sector não financeiro (administração publica, empresas privadas e famílias) atingiu 720,8 mil milhões de euros em Novembro, o que corresponde a uma descida de 647 milhões de euros face a Outubro.

 

Segundo o banco central, esta descida resultou de um decréscimo de 1,6 mil milhões de euros verificado no endividamento do sector público, o qual foi parcialmente compensado pelo aumento de mil milhões de euros observado no endividamento do sector privado.

 

O Banco de Portugal tinha já revelado que a dívida pública havia descido 2,5 mil milhões de euros em Novembro, uma redução que ficou a dever-se em grande parte aos vários reembolsos antecipados efectuados ao FMI.

 

Quanto ao sector privado, "a subida do endividamento deveu-se, sobretudo, ao acréscimo do endividamento externo das empresas privadas em 800 milhões de euros e ao aumento do endividamento dos particulares e das empresas privadas junto do sector financeiro em 200 milhões de euros".

 

Apesar de, em Novembro, ter ocorrido um aumento do endividamento do sector privado, a tendência dos últimos meses tem sido de desalavancagem. No final do terceiro trimestre, quando medido em função do peso no PIB, o endividamento das empresas e dos particulares estava no nível mais baixo em 10 anos.

 

Ainda assim, o endividamento total da economia portuguesa está mais de 7 mil milhões de euros acima do registado em Novembro de 2016. É que antes destes três meses seguidos de quedas, o endividamento total tinha subido 11,8 mil milhões de euros entre Janeiro e Agosto do ano passado.



NOTÍCIAS RELACIONADAS
16/01/2019
Comércio varejista cresce 2,9% de outubro para novembro, diz IBGE [Brasil]
16/01/2019
Cafeicultores brasileiros querem acordo com União Europeia [Brasil]
16/01/2019
Fosun diz que Portugal < acolhe bem > o investimento chinês [Portugal e China]
16/01/2019
Economia brasileira continua recuperação e PIB aumenta para 2,4% [Brasil]
16/01/2019
Chineses investiram 10 mil milhões de euros em Portugal em 2018 [Portugal e China]
16/01/2019
Fundo privado português de 46 milhões vai investir em 'startups' [Portugal]