home > notícias

ASSOCIADOS

07/02/2018

Comunicado [BR VISA]

A Coordenação Nacional de Imigração soltou uma nota no último dia 31 de janeiro para esclarecer dúvidas sobre a RN03 que dispões sobre serviços de assistência técnica. 

Abaixo, a íntegra:

"NOTA INFORMATIVA N° 001/2018/CGIg/GM/MTb

Em razão de dúvidas recorrentes acerca da RN 03, que dispõe sobre autorização de residência para fins de trabalho sem vínculo empregatício no Brasil, para prestar serviço de assistência técnica, informamos o que segue:


O art. 1o da referida RN 03 informa que a prestação de serviço de assistência técnica será em decorrência de contrato, acordo de cooperação ou convênio, firmado entre pessoa jurídica estrangeira e pessoa jurídica brasileira.


Assim sendo, o caráter de excepcionalidade do serviço a ser prestado no Brasil, previsto no art. 4o, caput, da RN 03, deverá estar fundamentado em serviço de prestação de assistência técnica e ser decorrente de contrato, acordo de cooperação ou convênio, na forma como determina o art. 1o. Aplica-se o mesmo entendimento quando se tratar de documento comprobatório da compra de equipamento, como previsto no inciso I, art. 2o da mesma Resolução.


Portanto, a carta-convite, mencionada no art. 4o, caput, deverá ser apresentada contendo, entre outras informações, aquelas mínimas e essenciais extraídas do documento em que se funda o pedido de prestação de serviço de assistência técnica (contrato, acordo de cooperação ou convênio, a saber: a) Partes pactuantes (empresa estrangeira e empresa brasileira); b) Objeto da prestação de serviços, mencionando de forma clara e concisa as atividades a serem exercidas pelo imigrante; c) Prazo de vigência; d) Local e data da assinatura.


No caso de compra e venda de equipamento, as informações mínimas e essenciais serão extraídas do documento em que se funda o pedido de prestação de serviço de assistência técnica, a saber: : a) Partes envolvidas (empresa estrangeira e empresa brasileira); b) Objeto da aquisição; c) Prazo de garantia; d) Local e data de aquisição.

 

Desta forma, o pedido de autorização de residência com fundamento no referido art. 4o, caput, cuja carta-convite não traga as informações acima destacadas será colocado em exigência. Nesse sentido, será solicitado que o interessado apresente nova carta-convite com as informações necessárias ou, se entender mais conveniente, que junte ao pedido cópia do respectivo documento que assegura e fundamenta a prestação de serviço de assistência técnica pleiteada.

Brasília, 31 de janeiro de 2018.


LUIZ ALBERTO MATOS DOS SANTOS
Auditor-Fiscal do Trabalho
Coordenador de Imigração

HUGO MEDEIROS GALLO DA SILVA
Coordenador-Geral de Imigração"

Fonte: Assessoria



NOTÍCIAS RELACIONADAS
26/05/2020
Evento Online: A evolução do cenário macroeconômico [Taler]
26/05/2020
Estudo: Novos Hábitos Digitais Em Tempos De Covid-19 [Problem Solution]
26/05/2020
Necessidade de flexibilização das regras brasileiras de residência fiscal durante a pandemia [Gaia, Silva, Gaede Advogados]
26/05/2020
MCTIC prorroga o prazo de entrega do Formulário obrigatório para pleito do incentivo Lei do Bem referente ano calendário 2019 [Tax Performance]
26/05/2020
Boletim Coronavírus – 22/05/2020 [FCR Law]
26/05/2020
Webinar | Gerenciamento de Crises, compliance e governança: desafios e experiências | 29.5, 10h30 [Pinheiro Neto Advogados]