home > notícias

MUNDO

09/02/2018

Identidade angolana exposta em Lisboa

A ministra da Cultura, Carolina Cerqueira, considerou na noite de quarta-feira, em Lisboa, capital de Portugal, fundamental o estreitamento dos vínculos entre angolanos e portugueses no âmbito cultural, preservando, cada um a sua identidade enquanto falantes de língua portuguesa.

Para a ministra, que falava na cerimónia de inauguração da exposição Artes Mirabilis, que contou, entre outros, com a presença do Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, e do embaixador angolano, Marcos Barrica, deve ser respeitada a diversidade de cada um dos países, tanto mais que é daí que emerge a sua riqueza.
Carolina Cerqueira disse que os laços que unem os países lusófonos são marcados por séculos de História comum e pela língua comum, o Português.
Relativamente à exposição, do ponto de vista da ministra, as obras que integram a Artes Mirabilis são a personificação da vivacidade, diversidade e profundidade da cultura angolana, que faz jus à alma do seu povo.
“Ontem (terça-feira), perdemos mais um insigne homem das artes em Angola, o artista plástico Augusto Ferreira, que também está exposto nesta mostra, que transpôs com as suas telas as nossas fronteiras e levou o sentir e o ser angolano para muitos cantos do Mundo. Que a sua obra continue na perenidade a inspirar as jovens gerações de artistas angolanos”, disse.
A governante angolana adiantou que a cultura é a alma de um povo, a sua me-mória mais perene, a saudade, o passado e o presente que se reflectem na identidade e a cultura angolana une séculos de memória, que sobreviveram a inúmeras provações, sem nunca perder a pureza, a integridade, a heroicidade, o estoicismo, o valor e, principalmente, o sonho.
A ministra adiantou que as culturas africanas que tanto inspiraram o modernismo europeu, tão visível nas obras de Pablo Picasso, entre outros, são desde sempre marcadas pelo sonho, pela imaginação e pelo etéreo.
A exposição reúne mais de 50 artistas plásticos angolanos e um núcleo de 20 peças etnográficas da cultura angolana da região do antigo Reino do Kongo.  O evento visa divulgar a cultura nacional, do passado ao presente, e assinalar o 4 de Fevereiro, Dia do Início da Luta Ar-mada, e o 4 de Abril, Dia da Paz e da Re-conciliação Nacional.  
A mostra, que vai estar patente até ao dia 4 de Abril, é organizada pela Embaixada de Angola em Portugal e pela União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA) e conta com o apoio do Ministério da Cultura de Angola.
Além das obras, a mostra conta ainda com 20 esculturas de carácter etnográfico, e tem como curador o artista plástico angolano Lino Damião.
Esta exposição, a primeira que a UCCLA acolhe este ano, tem como objectivo prestar homenagem à cultura angolana no início da abertura de um novo ciclo político, económico e social, com os olhos postos no futuro e na entreajuda dos povos de língua oficial portuguesa. A exposição conta com o apoio de instituições ligadas às artes como a Fundação Berardo.

Morreu Augusto Ferreira
O Ministério da Cultura (Mincult) manifestou na quarta-feira a sua consternação pela morte do artista plástico Augusto Ferreira, falecido em Luanda.
Segundo uma nota do Mincult, Augusto Ferreira, ao longo da sua carreira, foi considerado pela crítica nacional uma das maiores referências na arte contemporânea angolana, deixando as suas “impressões digitais” no mundo das artes plásticas.
Exemplo de humildade, promotor de valores éticos, morais e de civismo, defensor da cultura angolana, dedicado e autodidacta, Augusto Ferreira deixa um rico e recheado legado artístico que deverá servir de inspiração para as novas e futuras gerações.
Fruto da sua dedicação, entrega e abnegação ao trabalho, Augusto Ferreira foi agraciado, em 2003, com o Prémio Nacional de Cultura e Artes, na categoria de Artes Plásticas.

Fonte: Jornal de Angola



NOTÍCIAS RELACIONADAS
20/06/2018
Concerto de Miguel Araújo e Marcelo Jeneci na Sala São Paulo
19/06/2018
Reportagens sobre Portugal podem concorrer a prêmio da Comissão Europeia de Turismo
19/06/2018
Pablo Alborán, Kaiser Chiefs e Martin Garrix confirmados em Portugal
19/06/2018
Portugal pode passar a ser destino de filmagens internacionais
19/06/2018
“A Língua Portuguesa em Nós” patente ao público em Luanda
19/06/2018
Portugal lança roteiro sustentável com passeios feitos em carros elétricos