home > notícias

MUNDO

06/04/2018

Governo inaugura "autêntica Casa de Portugal" no consulado de Joanesburgo

O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas inaugurou hoje em Joanesburgo, África do Sul, as novas instalações do consulado geral, que funcionará como "uma verdadeira Casa de Portugal", prestando serviços consulares, sociais e culturais.

José Luís Carneiro adiantou à Lusa que a comunidade portuguesa em Joanesburgo é a maior da África do Sul -- estão registados cerca de 80 mil emigrantes, do total de 200 mil portugueses e lusodescendentes residentes neste país africano.

O governante, que hoje iniciou uma visita de cinco dias à África do Sul, adiantou que em 2017 os serviços consulares praticaram cerca de 30 mil atos consulares e, desde o início deste ano, registou-se um aumento de procura de 30%.

O novo consulado geral, a funcionar desde o início do ano, está instalado "numa zona muito central" da cidade e alia à dimensão dos serviços consulares um "espaço de afirmação cultural e social" de Portugal.

O espaço, com auditório e salas de reuniões, pretende assim funcionar como "uma autêntica plataforma cultural, com uma programação semanal", como exposições de pintura, fotografia ou arquitetura, e um festival de curtas-metragens, descreveu Carneiro.

As novas instalações funcionam como "uma autêntica Casa de Portugal e de afirmação do Portugal contemporâneo nos seus valores mais progressistas", comentou.

O governante referiu que as novas condições estão a atrair ao consulado "muitas das segundas e terceiras gerações que estavam afastadas, nomeadamente das múltiplas dimensões".

Além disso, foi também lançada hoje uma nova página na Internet do consulado de Joanesburgo e uma página na rede social Facebook, que permite uma "interação com estas novas gerações, que agora se começam a reconciliar e a religar aos serviços consulares".

José Luís Carneiro adiantou que o cônsul-geral em Joanesburgo, Francisco Meireles, vai lançar nas próximas semanas "roteiros sociais e consulares", no âmbito dos quais vai visitar lares e centros sociais onde se encontrem idosos portugueses que, por dificuldades de mobilidade, não consigam deslocar-se aos serviços consulares, garantindo assim um "atendimento de proximidade".

Carneiro iniciou hoje uma visita de cinco dias à África do Sul, durante a qual vai deslocar-se a Joanesburgo, Pretória, Vanderbilpark, Welkom, Bloemfontein e Cidade do Cabo, contactando com as comunidades portuguesas e autoridades locais.

A acompanhar esta deslocação está o secretário regional da Educação da Madeira, Jorge Carvalho, disse o governante, sublinhando a "vontade de reforçar a cooperação com as regiões autónomas da Madeira e dos Açores, neste esforço de aperfeiçoar as condições de trabalho do Estado português com as múltiplas, diversas e fortes comunidades portuguesas".

Estima-se que, dos cerca de 200 mil portugueses e lusodescendentes residentes na África do Sul, metade sejam originários da Madeira.

Após esta visita à África do Sul, José Luís Carneiro desloca-se a Moçambique entre segunda e sexta-feira da próxima semana.

Fonte: Diário de Notícias



NOTÍCIAS RELACIONADAS
15/10/2018
São portuguesas e foram "extraordinárias" no seu tempo. Sabe quem são?
15/10/2018
Uma das Sete Maravilhas do Mundo, Cristo Redentor completa 87 anos
15/10/2018
CAV de Coimbra explora tema do trabalho em nova exposição
15/10/2018
Associação Aldeias Históricas de Portugal promove cimeira internacional de turismo inédita
15/10/2018
'Foi Deus' é a canção portuguesa mais votada para o primeiro Cancioneiro da UE
15/10/2018
Uma 'antologia mínima' para descobrir ou redescobrir Fernando Pessoa